História do Sporting Clube da Covilhã
SC Covilhã 1 Portimonense SC 0
Quarta, 22 Fevereiro 2017 00:00

Erivelto sob o olhar de Marcel

O Sporting Clube da Covilhã regressou aos triunfos na Ledman LigaPro e logo sobre e o Portimonense Sporting Clube, líder bastante destacado da competição, num jogo em que os serranos foram sempre mais perigosos, mas em que apenas por uma vez marcaram, por Harramiz na primeira parte, desperdiçando inclusive um pontapé de penálti por Gilberto aos 78 minutos.

O conjunto covilhanense apresentou-se em campo num esquema de 1x4x2x3x1, com Igor Rodrigues na baliza, acompanhado na defensiva por Mike, Zé Pedro, Joel e Agostinho Soares, ficando Gilberto e Diarra mais recuados no meio campo, com Harramiz, Chaby e Medarious no apoio ao avançado Erivelto. Os comandados de Filipe Gouveia entraram bem na partida e delinearam lances complicados para a defensiva adversária nos cinco minutos iniciais, porém, sem a desejada consequência no resultado. Com o avançar do relógio, o Portimonense equilibrou o jogo e até assinou um remate que obrigou o guardião Igor Rodrigues a uma defesa mais apertada, visto que Fabrício atirou com força. Contudo, aos 27 minutos, o Covilhã alcançou o único golo do encontro, com Chaby a rematar forte para uma intervenção incompleta de Ricardo Ferreira, surgindo Harramiz a efectuar a recarga vitoriosa, provocando os primeiros festejos no Estádio José Santos Pinto. Os algarvios esboçaram uma reacção, todavia, sem incomodarem seriamente o extremo reduto local, que soube segurar a vantagem até ao período de descanso. Ao intervalo: 1-0.

Harramiz pressionado por Luís Mata

Para a segunda parte, o técnico visitante, Vítor Oliveira, tentou inverter o rumo dos acontecimentos ao colocar em campo o experiente Pires, o melhor marcador do campeonato, mas foram os covilhanenses que ameaçaram a dilatação da diferença aos 47 minutos, com Chaby a isolar Erivelto diante de Ricardo Ferreira, porém, o remate do brasileiro passou ao lado das redes opositoras. Do outro lado, o maior incoformismo continuava a vir das acções de Fabrício, que voltou a atirar para uma defesa de Igor Rodrigues a dois tempos. Apesar da iniciativa de jogo pertencer ao Portimonense, os serranos apresentaram-se como a equipa mais perigosa, desenhando novo lance perigoso aos 62 minutos, quando num contra ataque Diarra ficou em boa posição na área contrária, assinando um remate que foi desviado por um defensor forasteiro para canto. No entanto, a melhor de todas as oportunidades para os locais aumentarem a contagem verificou-se aos 78 minutos, quando Sarpong derrubou Medarious na área do Portimonense e o árbitro Carlos Macedo assinalou o respectivo castigo máximo, só que na conversão Gilberto atirou ao lado para desespero das hostes serranas. Desperdiçado o pontapé de penálti, o Covilhã teve que sofrer para impedir o emblema algarvio de chegar ao empate, que esteve quase a acontecer aos 87 minutos, quando um cabeceamento de Pires foi espectacularmente defendido por Igor Rodrigues, que de forma soberba garantiu os três pontos para a contabilidade local. Com este triunfo, o Sporting da Covilhã ascende ao 9º lugar da classificação e afasta-se dos lugares indesejados, seguindo-se nova jornada já no domingo, com a recepção ao FC Porto B.

Texto: Eugénio Lopes.

Fotografias: Filipe Pinto - Foto Académica.

Ficha de Jogo: http://ligaportugal.pt/pt/liga/jogo/20162017/ledmanligapro/26/8

Actualizado em Quinta, 23 Fevereiro 2017 10:34
 
Boca
Terça, 21 Fevereiro 2017 00:00

O brasileiro Francisco Carlos ficou conhecido no meio futebolístico por Boca, um avançado que chegou ao Sporting da Covilhã na temporada 1992/1993, proveniente do Vasco da Gama de Sines, que na altura militava na Zona Sul da 2ª Divisão B. No entanto, Boca veio encontrar a formação serrana num escalão mais abaixo, visto que o nosso clube tinha acabado de cair na 3ª Divisão Nacional e procurava a promoção através de uma boa campanha na Série C desse patamar. E o arranque de campeonato foi uma sequência de sete vitórias, que colocou logo o conjunto covilhanense entre os principais candidatos a uma das duas posições de subida de divisão, algo que se confirmou no final da competição, com a obtenção do 2º lugar, atrás do União de Coimbra, mas com uma larga vantagem de dez pontos sobre o Penalva do Castelo, salientando-se o contributo de Boca com nove golos para este sucesso. Na única temporada em que Boca envergou a camisola serrana, o brasileiro também assinou um tento na Taça de Portugal, ajudando a eliminar o Rio Maior, sendo os covilhanenses afastados na ronda seguinte pelo Amarante. Que outras memórias permanecem de Boca?

Actualizado em Terça, 21 Fevereiro 2017 10:03
 
CF União da Madeira 1 SC Covilhã 1
Domingo, 19 Fevereiro 2017 00:00

Nesta deslocação à "Pérola do Atlântico", o Sporting Clube da Covilhã alcançou o mesmo resultado da partida da primeira volta do campeonato com o Clube de Futebol União da Madeira, visto que 1-1 foi novamente o desfecho do jogo, com ambos os golos apontados na etapa inaugural, sendo o marcador aberto por Chaby através da cobrança exemplar de um livre directo.

Este encontro caracterizou-se pelo equilíbrio desde o apito inicial do árbitro do Tiago Antunes, com a bola a passar a maior parte do tempo na zona intermediária, o que contribuiu fortemente para uma tarde tranquila dos guarda-redes durante largo período. Foi necessário aguardar pelo minuto 25 para que o jogo tivesse um grande momento, pois, na transformação de um livre directo, Chaby assinou um golo espectacular, colocando assim os serranos em posição de vantagem na partida. O Covilhã galvanizou-se com o tento obtido e esteve perto de aumentar a contagem aos 36 minutos, quando o remate forte de Erivelto foi devolvido pela barra da baliza madeirense. No entanto, volvidos alguns instantes, o cenário mudou bastante para as cores visitantes, visto que o brasileiro Rodrigo Henrique atirou certeiro após uma falha de Diarra e deixou a igualdade no "placard". Desta vez foi o União que se animou com o golo, provocando alguns lances de maior dificuldade para as hostes serranas ainda antes do tempo de descanso, embora sem nova mexida no resultado. Ao intervalo: 1-1.

A etapa complementar apresentou-se movimentada nos primeiros momentos, deixando no ar a possibilidade de uma segunda parte cheia de emoção, mas isso não correspondeu à realidade, porque, apesar do grande empenho dos jogadores, não se verificaram acções de verdadeiro perigo para as duas balizas, com os sectores defensivos a revelarem-se muito consistentes perante as iniciativas atacantes adversárias. Quer Filipe Gouveia, quer Jorge Casquilha, foram efectuando substituições, porém, o jogo continuou a ser disputado sem emoção, embora sempre com um ritmo interessante. Apenas um lance merece saliência em todo o segundo tempo, quando aos 84 minutos, um remate de Pintassilgo levou a bola às malhas laterais da baliza madeirense, naquela que foi a maior ameaça para que o 1-1 não fosse o resultado final. Este empate permite que o Sporting da Covilhã continue fora dos lugares de liguilha e de descida de divisão, mas a diferença pontual é muito pequena, desejando-se que possa aumentar na quarta-feira, em que os serranos recebem o líder Portimonense para acerto do calendário da Ledman LigaPro.

Texto: Eugénio Lopes

Ficha de Jogo: http://ligaportugal.pt/pt/liga/jogo/20162017/ledmanligapro/28/4

Actualizado em Domingo, 19 Fevereiro 2017 18:11
 
HistóriaSCC comemora 8º Aniversário
Sexta, 17 Fevereiro 2017 00:00
 
 
Da esquerda para a direita: Filipe Pinto, Miguel Saraiva, Eugénio Lopes, Nuno Miguel e Henrique Gigante
 
Site HistóriaSCC comemora 8º Aniversário

Em 22 de Fevereiro de 2009 foi concretizada a ideia de um blogue dedicado à História do Sporting Clube da Covilhã, mas devido ao sucesso da iniciativa não demorou a converter-se em site (www.historiascc.com), numa decisão que consideramos extremamente positiva, como é possível constatar pelas quase um milhão e duzentas mil visualizações.

O espaço é frequentemente actualizado, seja com a publicação semanal de uma fotografia e de um texto alusivo a um antigo jogador ou treinador, seja pelo complemento da informação relativa a material já inserido, como por exemplo, a origem dos jogadores ou o número de partidas que realizaram pelo Sporting Clube da Covilhã.

O principal dinamizador da equipa que elabora o site, Miguel Saraiva, encontra-se em processo de conclusão de um livro sobre a história do Sporting Clube da Covilhã, onde constarão muitas das pesquisas efectuadas no âmbito da execução deste site.

Este tipo de trabalhos, quer livro, quer site, visam perpetuar a história do nosso clube, que suscita bastante interesse em Portugal ou no estrangeiro, tendo em conta o papel desempenhado pelo Sporting Clube da Covilhã no panorama futebolístico nacional, algo em que temos muito orgulho.
 
A equipa do Site,
Carlos Miguel Saraiva
Nuno Miguel
Eugénio Lopes
Filipe Pinto
João Paulo Martins
Henrique Gigante
Actualizado em Sexta, 17 Fevereiro 2017 10:14
 
A Académica de Coimbra 2 SC Covilhã 0
Quarta, 15 Fevereiro 2017 00:00

O Sporting Clube da Covilhã foi derrotado por 2-0 na deslocação ao terreno da Associação Académica de Coimbra, sofrendo um golo em cada uma das partes do jogo, salientando-se o facto de ter ficado a actuar em inferioridade numérica ainda antes do período de descanso, visto que o árbitro Miguel Libório puniu Sambinha com o segundo cartão amarelo aos 41 minutos, com a consequente expulsão do defesa central guineense.

O Estádio Cidade de Coimbra começou por ver uma partida marcada pelo equilíbrio e sem lances de verdadeiro perigo na meia hora inaugural, com ambas as formações a não conseguirem melhor do que uma ou outra acção mais elaborada, estando o nulo perfeitamente ajustado ao evoluir do encontro. A monotonia instalada foi quebrada em cima dos 30 minutos, pois, foi nesse momento que a Académica inaugurou o marcador por intermédio de Rui Miguel, que soube finalizar com êxito uma jogada bastante confusa na área serrana após a cobrança de um livre. A reacção covilhanense não se fez esperar e a partida ganhou bastante movimento, apresentando duas equipas com capacidade rematadora, mas com nota de maior destaque para o minuto 35, quando Medarious atirou para uma intervenção atenta do guarda-redes Ricardo Ribeiro. Com o jogo numa toada de ataque e contra ataque, as intenções serranas de alcançar a igualdade tiveram uma forte contrariedade aos 41 minutos, visto que Sambinha cometeu uma falta dura sobre Pedro Correia e viu o cartão vermelho por acumulação de amarelos, deixando assim o conjunto visitante reduzido a dez unidades até final do encontro. Ao intervalo: 1-0.

Perante este cenário, o treinador Filipe Gouveia fez entrar Zarabi para o centro da defesa após o tempo de descanso, mas com o Covilhã a revelar uma postura atacante, conseguindo perturbar a defensiva local em algumas situações, tal como aconteceu aos 58 minutos, em que Ricardo Ribeiro defendeu para canto um livre apontado por Gilberto, na sequência do qual, Mike desviou de cabeça para um gesto oportuno de Traquina em cima da linha de baliza, impedindo desta forma o empate. Os serranos procuraram sempre evitar a derrota em Coimbra, mas a superioridade numérica da Académica acabou por colocar um ponto final na ambição visitante aos 80 minutos, pois, um contra ataque conduzido por Traquina possibilitou ao recém entrado Tom o remate triunfal para o 2-0. Nos instantes finais, os dois conjuntos dignificaram o espectáculo, porém, já sem a emoção da incerteza do resultado, visto que os três pontos estavam garantidos para o emblema conimbricense. Com este desaire, o Sporting da Covilhã fica agora mais perto dos lugares perigosos da tabela classificativa, contudo, com menos uma partida disputada, seguindo-se nova jornada no domingo, em que os serranos terão uma deslocação à Madeira para jogarem com o CF União.

Texto: Eugénio Lopes.

Ficha de Jogo: http://ligaportugal.pt/pt/liga/jogo/20162017/ledmanligapro/27/6

Actualizado em Quarta, 15 Fevereiro 2017 22:07
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 1 de 129
ATLETAS
JOGADORES DE A a Z:
TREINADORES
OUTRAS FIGURAS
ENTREVISTAS
EVENTOS
CONTACTOS
OUTROS
REDES SOCIAIS

face

SPONSOR

Gigarte - Design e Comunicação

ESTATÍSTICA
Visualizações de conteúdos : 1137589