História do Sporting Clube da Covilhã
Serginho Andrade
Terça, 21 Maio 2019 00:00

O guarda-redes Serginho começou a carreira futebolística nas escolas do Feirense, representando depois, nos restantes escalões jovens, o Soutense e o União de Lamas, estreando-se neste último emblema a nível sénior ainda com idade júnior. Após várias épocas na principal equipa lamacense, algumas na 2ª Liga, Serginho rumou ao Lusitânia de Lourosa, onde as boas exibições valeram-lhe a transferência para o Vitória de Guimarães, pelo qual jogou na 1ª Liga. Numa fase de menor utilização na formação vimaranense, Serginho foi emprestado ao Sporting da Covilhã a meio da temporada 2010/2011, ajudando o nosso clube a alcançar a permanência na 2ª Liga ao ser titular da baliza serrana em 15 jogos. Serginho voltou em seguida ao Vitória de Guimarães, prosseguindo depois a carreira por diversos emblemas, nomeadamente, Portimonense, FC Arouca, Santa Clara (com três passagens, jogando actualmente na 1ª Liga), Desportivo de Chaves e Gil Vicente. Que memórias ficaram das defesas de Serginho com as cores covilhanenses?

Actualizado em Terça, 21 Maio 2019 08:38
 
SC Covilhã 1 CD Mafra 1
Domingo, 19 Maio 2019 00:00

Agostinho Soares progride entre adversários

O Sporting Clube da Covilhã despediu-se da temporada 2018/2019 com um empate a uma bola na recepção ao Clube Desportivo de Mafra, um resultado que ficou fechado no início da segunda parte, quando Gilberto (em dia de homenagem pelos 300 jogos com a camisola serrana) assinou o golo da igualdade.

O conjunto covilhanense apresentou-se no Estádio José Santos Pinto com Bruno Bolas na baliza, acompanhado na defensiva por Tiago Moreira, Jaime, João Cunha e Agostinho Soares, com o meio campo ocupado por Semedo, Gilberto e Mica, ficando o ataque entregue a Adriano Castanheira, Diego Medeiros e Kukula. Os visitantes entraram melhor na partida, o que é compreensível pela necessidade de pontuar para evitar a descida de divisão, e tiveram lances bastante ameaçadores para a baliza local na primeira meia hora: aos 13 minutos, na sequência de um livre lateral de Ruca, Pedro Ferreira desviou para uma defesa surpreendente de Bruno Bolas; aos 22 minutos, Zé Tiago colocou a bola em Harramiz, que rematou cruzado para uma grande intervenção de Bruno Bolas; e aos 25 minutos, Ruca atirou para uma defesa atenta do guardião covilhanense, sobrando depois a redonda para o acrobático Harramiz acertar no poste. O único momento de emoção dos anfitriões verificou-se aos 37 minutos após uma vistosa jogada colectiva, que foi finalizada com um remate rasteiro de Kukula para uma defesa eficaz de João Godinho. No entanto, seria mesmo o Mafra a inaugurar o marcador aos 41 minutos por intermédio de Ruca, que rubricou um belo golo na cobrança de um livre directo para alegria dos cerca de duzentos adeptos forasteiros. Volvidos alguns instantes, Ruca voltou a ser protagonista numa bola parada, mas desta vez a bola passou por cima das redes serranas. Ao intervalo: 0-1.

Kukula atento às movimentações do CD Mafra

No segundo tempo, os comandados de Filó voltaram com uma atitude mais pressionante e não demoraram a ser premiados com o tento do empate, visto que aos 50 minutos, na marcação de um livre directo próximo no limite da área adversária, Gilberto fixou o resultado em 1-1. A partir daqui, o jogo entrou numa fase menos interessante, com o equilíbrio a constar como nota dominante na zona intermediária, onde a redonda passou a ser uma presença constante, impedindo assim acções perigosas junto de ambas as balizas, apesar do empenho dos jogadores. A excepção aconteceu aos 88 minutos, quando Ruca cruzou da esquerda para Flávio Silva cabecear um pouco ao lado das locais. Com o derradeiro apito do árbitro Nuno Almeida, o Mafra festejou a manutenção na Segunda Liga, enquanto o Sporting da Covilhã garantiu o 6º lugar na classificação final, esperando-se agora pelo arranque da próxima época, que será a 12ª consecutiva do nosso clube neste escalão.

Texto: Eugénio Lopes.

Fotografias: Filipe Pinto - Foto Académica.

Ficha de jogo: http://ligaportugal.pt/pt/liga/jogo/20182019/ledmanligapro/34/6

Actualizado em Segunda, 20 Maio 2019 08:55
 
Duarte
Terça, 14 Maio 2019 00:00

Duarte percorreu todos os escalões jovens do FC Porto desde das escolas aos juniores, tendo pelo meio actuado uma época nos juvenis do Padroense, no âmbito do protocolo existente entre os dois clubes, com as suas boas exibições no meio campo a valerem-lhe duas internacionalizações por Portugal nos sub-16. Ainda nos juniores, Duarte jogou pela equipa B dos azuis e brancos, onde continuou na primeira temporada como sénior, seguindo-se o FC Marco, antes de integrar o plantel do Sporting da Covilhã a meio da época 2006/2007. Pelo emblema serrano, Duarte participou em nove jogos oficiais, numa temporada algo frustrante para as nossas cores, visto que não se conseguiu melhor do que o 4º lugar na série C da 2ª Divisão B, bem distante do promovido CD Fátima. Duarte prosseguiu a actividade futebolística em diversos clubes do Norte do país, nomeadamente, AD Lousada, FC Lixa, AC Vila Meã, CD Candal e GD Serzedelo. Que recordações permanecem de Duarte com a camisola covilhanense?

Actualizado em Terça, 14 Maio 2019 08:34
 
A. Académica de Coimbra 0 SC Covilhã 2
Domingo, 12 Maio 2019 00:00

E passados 65 anos, naquela altura na 1ª Divisão Nacional, o Sporting Clube da Covilhã voltou a vencer um jogo oficial no terreno da Associação Académica de Coimbra, com golos apontados por Mica e Kukula no derradeiro quarto de hora da primeira parte, conquistando assim três pontos que valem a subida ao 6º lugar da Ledman LigaPro.

Apesar do calor e do final de época, esta partida foi bem disputada e agradável de acompanhar, com ambas as equipas a procurarem triunfar nesta penúltima jornada do campeonato. Os serranos estiveram em bom plano, começando pelo guarda-redes Bruno Bolas, que aos 21 minutos efectuou uma boa defesa perante Balogun para segurar o nulo no marcador. No entanto, a missão atacante dos covilhanenses também esteve em destaque depois da meia hora, e que destaque, visto que resultou nos dois tentos do encontro: aos 34 minutos, Kukula progrediu com a bola até fazer o passe para o toque final de Mica para as redes locais; e aos 45 minutos, na sequência de uma bela jogada colectiva, Kukula assinou um vistoso remate e coloca duas bolas de diferença no "placard" antes do período de descanso. Ao intervalo: 0-2.

Na segunda parte, a Académica esforçou-se por alterar o rumo dos acontecimentos, mas pela frente teve uma formação serrana muito organizada que foi conseguindo segurar a vantagem de dois golos, com o guardião Bruno Bolas atento sempre que o perigo não era afastado na sua "muralha" defensiva. Contudo, engane-se quem pensar que o Covilhã limitou-se a defender o resultado, pois, os comandados de Filó atacaram frequentemente e somente não aumentaram a contagem devido às boas intervenções do guarda-redes Júlio Neiva, que esteve em grande nível em duas situações. Com o último apito do árbitro Gustavo Correia a selar o 0-2, o Sporting da Covilhã elevou para cinco o número de jogos consecutivos sem perder, subindo mais uma posição na tabela classificativa, antes da recepção ao aflito CD Mafra na derradeira ronda da prova.

Texto: Eugénio Lopes.

Ficha de jogo: http://ligaportugal.pt/pt/liga/jogo/20182019/ledmanligapro/33/5

Actualizado em Domingo, 12 Maio 2019 20:50
 
N'Kake
Terça, 07 Maio 2019 00:00

O camaronês N’Kake chegou ao futebol português na temporada 2009/2010 para jogar na Naval 1º de Maio, onde teve oportunidade de realizar uma partida na 1ª Liga, mas a meio da época foi emprestado ao Sporting da Covilhã para ajudar o nosso clube a conseguir a permanência na 2ª Liga. N’Kake jogava preferencialmente a médio centro e envergou a camisola serrana em 14 encontros, nos quais apontou um golo que ajudou a garantir um precioso ponto no terreno do Trofense, numa partida que terminou 2-2. N’Kake e colegas alcançaram o objectivo da temporada com uma boa dose de sofrimento, visto que só foi conseguido na última jornada do campeonato, ficando na dianteira dos despromovidos Desportivo de Chaves e AD Carregado. A carreira de N’Kake prosseguiu depois em França, tendo representado o US Ivry durante várias épocas no quarto escalão daquele país. Que lembranças ficaram das exibições de N’Kake com as cores covilhanenses?

 

Actualizado em Terça, 07 Maio 2019 08:37
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 1 de 172
Livro História SCC
.
fa

Livro História do Sporting Clube da Covilhã 1923-1990 disponível para aquisição na Foto Académica, localizada nas Escadas do Quebra Costas n.º 2 - Covilhã

ATLETAS
JOGADORES DE A a Z:
TREINADORES
OUTRAS FIGURAS
ENTREVISTAS
EVENTOS
CONTACTOS
OUTROS
REDES SOCIAIS

face

SPONSOR

Gigarte - Design e Comunicação

ESTATÍSTICA
Visualizações de conteúdos : 1680023