História do Sporting Clube da Covilhã
Nuno Coelho
Terça, 19 Março 2019 00:00

Nuno Coelho percorreu todos os escalões de formação do Sporting da Covilhã, mas a sua qualidade no sector intermediário depressa se salientou, ao ponto de ter realizado a sua estreia na equipa principal do nosso clube somente com 16 anos de idade, num jogo com o Varzim a contar para a Segunda Liga. Nuno Coelho participou em mais encontros dessa época 2003/2004 e na seguinte, já com os serranos da 2ª Divisão B, mas a meio desta última temporada rumou ao FC Porto, onde actuou essencialmente na equipa B, embora com algumas integrações no plantel principal portista. Por empréstimo dos azuis e brancos, Nuno Coelho envergou a camisola de União de Leiria e Portimonense, seguindo-se uma rápida experiência nos espanhóis do Villarreal, que nem deu para qualquer jogo, visto que ingressou logo na Académica de Coimbra. As boas exibições nos academistas valeram-lhe uma transferência para o SL Benfica, que cedeu posteriormente Nuno Coelho ao Beira-Mar e aos gregos do Aris de Salónica. O regresso ao futebol português aconteceu através do FC Arouca, onde jogou durante cinco épocas, representando actualmente o Belenenses. Sublinhe-se, que Nuno Coelho contabiliza quase cinquenta internacionalizações por Portugal desde os sub-18 aos sub-23, tendo participado no Mundial sub-20 de 2007 e no Europeu sub-19 de 2006. Que recordações existem de Nuno Coelho com a camisola covilhanense?

 

Actualizado em Terça, 19 Março 2019 09:38
 
SC Covilhã 2 FC Famalicão 0
Domingo, 17 Março 2019 00:00

Adriano Castanheira perante a atenção de Walterson

O Sporting Clube da Covilhã está a realizar uma segunda parte de época fantástica, somando já dez jogos consecutivos sem perder e subindo ao 7º lugar da classificação, visto que nesta jornada venceu o Futebol Clube de Famalicão, um dos principais candidatos à subida de divisão, por 2-0, com golos apontados por Mica e Gilberto na etapa complementar.

O conjunto covilhanense apresentou-se no Estádio José Santos Pinto com Vítor São Bento na baliza, acompanhado na defensiva por Tiago Moreira, Jaime Simões, Rafael Vieira e Henrique Gomes com o meio campo ocupado por Rodrigues, Gilberto e Mica, ficando o ataque entregue a Adriano Castanheira, Diego Medeiros e Kukula. Perante uma excelente moldura humana, os serranos demonstraram mais uma vez o grande momento que atravessam, dando o primeiro sinal de perigo aos 12 minutos, quando Kukula ficou a escassos milímetros de tocar para a baliza adversária a bola cruzada por Tiago Moreira. O Famalicão esforçava-se por controlar a partida, mas sem alcançar esse objectivo, não conseguindo mesmo qualquer lance de verdadeiro perigo, apesar dos vários pontapés de canto que teve a seu favor. Já os pupilos de Filó voltaram a ameaçar inaugurar o marcador aos 29 minutos, com Gilberto a rematar forte para uma boa intervenção do guarda-redes Defendi. Até ao tempo de descanso, o jogo continuou movimentado, porém, sem mais ocasiões flagrantes de golo. Ao intervalo: 0-0.

Kukula e Rocha disputam a redonda

Na segunda parte, os famalicenses tentaram instalar-se no meio campo contrário, contudo, foram os serranos que festejaram o primeiro tento da tarde aos 54 minutos, quando Mica rematou rasteiro a passe de Henrique e provocou grande alegria nas hostes locais. A resposta visitante não demorou a surgir e aos 57 minutos Feliz chegou ligeiramente atrasado a um cruzamento da direita, levando ao desespero as centenas de adeptos que viajaram do Minho. Aos 74 minutos, os anfitriões reclamaram um livre indirecto por Defendi recolher com as mãos um passe de um colega, no entanto, o árbitro Pedro Ramalho não teve a mesma interpretação do lance e não assinalou a infracção. Os serranos estavam bem no encontro e aumentaram a contagem aos 80 minutos por Gilberto, que conduziu e concluiu de forma eficaz um contra ataque da sua equipa, originando grandes festejos nos apoiantes locais. Com o jogo decidido foram os covilhanenses que estiveram mais perigosos, destacando-se um remate de Deivison por cima aos 89 minutos. Com este triunfo, o Sporting da Covilhã caminha por lugares mais tranquilos da classificação, ocupando uma confortável 7ª posição antes da deslocação ao terreno do Farense.

Texto: Eugénio Lopes.

Fotografias: Filipe Pinto - Foto Académica.

Ficha de jogo: http://ligaportugal.pt/pt/liga/jogo/20182019/ledmanligapro/26/7

Actualizado em Segunda, 18 Março 2019 10:11
 
Toni
Terça, 12 Março 2019 00:00

O médio Toni Neves jogou nas camadas jovens do GD Gafanha e do SC Beira-Mar, com a primeira época de sénior a ser realizada com a camisola do Fermentelos, representando depois FIDEC, Pessegueirense, ARC Oliveirinha, Alba e Marialvas, antes de reforçar o Sporting da Covilhã para a temporada 1991/1992. Toni veio encontrar o emblema serrano a disputar a Zona Centro da 2ª Divisão B, numa temporada que seria negativa para as nossas cores, visto que o 16º lugar na classificação valeu a descida à 3ª Divisão Nacional. Toni actuou em 19 partidas oficiais do conjunto covilhanense, nas quais apontou dois golos, prosseguindo posteriormente a sua carreira por vários clubes, alguns deles como regresso, concretamente, Alba, Marialvas, AA Avanca, GD Gafanha, ARC Oliveirinha, ADCR Oiã e Vouzelenses. Que lembranças persistem das exibições de Toni no onze serrano?

Actualizado em Terça, 12 Março 2019 09:45
 
UD Oliveirense 1 SC Covilhã 2
Domingo, 10 Março 2019 00:00

Que espectacular recuperação está a fazer o Sporting Clube da Covilhã na classificação da Segunda Liga, visto que somou nesta jornada a nona partida seguida sempre a pontuar, vencendo agora na deslocação à União Desportiva Oliveirense por 1-2, num resultado que foi estabelecido na primeira parte, com os golos serranos assinados por Jaime Simões e Diego Medeiros.

A formação visitante rubricou o primeiro lance digno de registo deste jogo, quando aos 7 minutos Mica pareceu ter sido derrubado por um opositor na área local, mas o árbitro André Narciso considerou não existir motivo para castigo máximo para desespero dos covilhanenses. No entanto, aos 18 minutos a alegria chegou às hostes serranas, pois, Jaime inaugurou o marcador na sequência de uma intervenção de Kadu após um desvio de Diego Medeiros. A Oliveirense esboçou uma reacção ao tento sofrido e ameaçou alcançar o empate cerca da meia hora, numa jogada em que Agdon escorregou na hora de rematar à baliza de Vítor São Bento. Melhor na finalização esteve a equipa de Filó volvidos poucos instantes, com Adriano Castanheira a ter uma iniciativa que foi concluída com o remate certeiro de Diego Medeiros, que assim dilatou a vantagem serrana no "placard". Contido, a diferença mínima voltaria a ser uma realidade aos 36 minutos, altura em que Agdon atirou com eficácia a passe de João Graça, colocando maior incerteza no desfecho do encontro. Ainda antes do período de descanso, Mica proporcionou uma boa defesa ao guardião Kadu, que segurou somente um tento de diferença para a segunda parte. Ao intervalo: 1-2.

A etapa complementar foi de sinal mais para o conjunto anfitrião, porém sem criar demasiados problemas ao sector defensivo dos serranos, que apresentou uma coesão invejável e impediu lances de grande perigo junto da baliza de São Bento. Os forasteiros estiveram sempre atentos ao contra ataque e elaboraram algumas acções que podiam ter afastado qualquer dúvida sobre o vencedor da partida. Nos derradeiros momentos do encontro, a Oliveirense pressionou ainda mais em busca do empate, que esteve perto de acontecer em duas situações: aos 90 minutos, um remate de Ricardo Tavares passou um pouco por cima das redes visitantes; e aos 90+2 minutos, Bouldini cabeceou para uma intervenção atenta de São Bento, que assim garantiu os três pontos para as cores serranas. Com esta vitória, o Sporting da Covilhã consegue uma vantagem de sete pontos para os lugares de descida de divisão, seguindo-se a recepção ao Famalicão no próximo domingo.

Texto: Eugénio Lopes.

Ficha de jogo: http://ligaportugal.pt/pt/liga/jogo/20182019/ledmanligapro/25/3

Actualizado em Segunda, 11 Março 2019 09:35
 
Igor Araújo
Terça, 05 Março 2019 00:00

O guarda-redes Igor Araújo fez todo o percurso do futebol de formação no FC Porto, com excepção do primeiro ano de juvenil, em que jogou no Padroense no âmbito do protocolo com o clube azul e branco. Igor Araújo somou mais de cinquenta internacionalizações por Portugal, desde dos sub-16 até aos sub-20, tendo representado o nosso país em competições mediáticas, como o Europeu de sub-19 e o Mundial de sub-20. A chegada de Igor Araújo ao Sporting da Covilhã verificou-se na época 2006/2007, na sua estreia a nível sénior, permanecendo no emblema serrano até aos dias de hoje, sendo chamado a defender a baliza covilhanense em quase 200 jogos oficiais. Mesmo continuando no activo, Igor Araújo já é uma referência histórica no nosso clube e um exemplo de dedicação para todos os que gostam do Sporting da Covilhã…


Actualizado em Terça, 05 Março 2019 10:36
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 8 de 176
Livro História SCC
.
fa

Livro História do Sporting Clube da Covilhã 1923-1990 disponível para aquisição na Foto Académica, localizada nas Escadas do Quebra Costas n.º 2 - Covilhã

ATLETAS
JOGADORES DE A a Z:
TREINADORES
OUTRAS FIGURAS
ENTREVISTAS
EVENTOS
CONTACTOS
OUTROS
REDES SOCIAIS

face

SPONSOR

Gigarte - Design e Comunicação

ESTATÍSTICA
Visualizações de conteúdos : 1774251