História do Sporting Clube da Covilhã
SC Braga B 0 SC Covilhã 1
Sábado, 04 Fevereiro 2017 00:00

 

Segunda vitória consecutiva do Sporting Clube da Covilhã na Ledman LigaPro, visto que um golo apontado por Erivelto aos 43 minutos foi suficiente para derrotar a equipa B do Sporting Clube de Braga no emblemático Estádio 1º de Maio, continuando assim os serranos a afastarem-se dos lugares da liguilha e de descida de divisão.

A qualidade desta partida foi fortemente condicionada pela chuva e pelo vento, no entanto, os jogadores de ambas as formações esforçaram-se por proporcionar um espectáculo agradável, mas com uma primeira parte em que os lances de perigo foram uma raridade, pois, somente um livre lateral cobrado por Chaby aos 22 minutos e um remate de Ogana aos 35 minutos provocaram alguma agitação no público presente no recinto minhoto. Porém, e como no futebol um golo pode acontecer a qualquer momento, eis que o conjunto covilhanense colocou-se na dianteira do marcador aos 43 minutos, quando o oportuno Erivelto deu a melhor sequência a uma intervenção de Mike com a cabeça, com o brasileiro a assinar desta forma o seu terceiro golo em três partidas disputadas no campeonato. Ao intervalo: 0-1.

Para o segundo tempo, o SC Braga B voltou claramente apostado em alterar o rumo dos acontecimentos e não demorou a causar sérios problemas ao sector defensivo serrano: aos 49 minutos, Ogana rematou para as redes visitantes, no entanto, a jogada já estava anulada pela equipa de arbitragem chefiada por Bruno Vieira devido a fora de jogo do nigeriano; e aos 52 minutos, Bruno Wilson acertou na barra da baliza covilhanense, quando estava em posição favorável para fazer o empate. Com o evoluir do encontro, o Covilhã conseguiu equilibrar o jogo durante algum tempo, mas sempre mais preocupado em segurar a vantagem do que em aumentar a diferença, não sendo de estranhar que os arsenalistas voltassem a uma posição de dominio no último quarto de hora. Contudo, e apesar da pressão local, o resultado só esteve verdadeiramente em causa num lance ocorrido aos 80 minutos, quando os bracarenses reclamaram que a bola entrou na baliza forasteira na sequência de uma acção bastante confusa na pequena área, porém, a arbitragem não teve essa interpretação e a redonda ficou nas maõs do guardião Igor Rodrigues. O SC Braga B bem tentou alcançar a igualdade, mas a defensiva serrana revelou-se consistente perante as ofensivas contrárias e o guarda-redes Igor Rodrigues esteve seguro quando foi chamado a intervir, com o derradeiro apito do árbitro Bruno Vieira a fixar o desfecho de 0-1 como final. Com esta vitória, os comandados de Filipe Gouveia alargam a folga pontual para os últimos seis lugares da tabela classificativa, seguindo-se a recepção ao comandante Portimonense no próximo sábado, onde se aguarda que o Sporting da Covilhã continue em bom plano e que seja bem apoiado pelos seus adeptos.

Texto: Eugénio Lopes.

Ficha de Jogo: http://ligaportugal.pt/pt/liga/jogo/20162017/ledmanligapro/25/8

Actualizado em Sábado, 04 Fevereiro 2017 18:41
 
Alex Dias
Terça, 31 Janeiro 2017 00:00

 

Alex começou a jogar futebol federado no SC Pombal, mas a sua qualidade levou-o até aos juvenis da Académica de Coimbra, onde concluiu os escalões jovens, chegando a actuar pela equipa B da “Briosa”, que disputava então a 2ª Divisão B, ainda com idade de júnior. A carreira de Alex prosseguiu depois por Sourense, SC Pombal e FC Pampilhosa, sendo apresentado como reforço do Sporting da Covilhã para a temporada 2008/2009. Com a formação serrana a disputar a 2ª Liga, Alex não foi utilizado com a frequência desejada, no entanto, ainda participou em dez partidas oficiais do emblema covilhanense, distribuídas por Liga, Taça de Portugal e Taça da Liga, actuando preferencialmente como extremo esquerdo. A meio da época, Alex rumou à Sanjoanense, representando posteriormente diversos clubes, nomeadamente, SC Pombal, Sertanense, AD Nogueirense, União de Leiria, Cova da Piedade, Gafanha e Fátima, onde tenta actualmente ajudar este emblema a regressar à 2ª Liga. Que lembranças permanecem das exibições de Alex com a camisola serrana?

Actualizado em Terça, 31 Janeiro 2017 10:11
 
SC Covilhã 3 SC Olhanense 0
Sábado, 28 Janeiro 2017 00:00

Algarvios afastam mais uma ofensiva serrana

O Sporting Clube da Covilhã aproveitou a recepção ao Sporting Clube Olhanense para regressar aos triunfos na Ledman LigaPro, algo que não se verificou nas últimas quatro jornadas, mas desta vez os anfitriões apresentaram-se muito fortes perante o "lanterna vermelha" da competição e conseguiram uma vitória por números esclarecedores (3-0).

A formação serrana apresentou-se em campo num esquema de 1x4x2x3x1, com Igor Rodrigues na baliza, acompanhado na defensiva por Gilberto, Zé Pedro, Joel e Mike, ficando Djikiné e Diarra mais recuados no meio campo, com Harramiz, Chaby e Medarious no apoio ao avançado Erivelto. A primeira parte revelou um conjunto local claramente apostado em chegar ao golo o mais depressa possível, jogando quase sempre no meio campo contrário e delineando um lance de grande perigo aos 17 minutos, quando Medarious surgiu em posição favorável para marcar, mas com o remate a sair por cima só com o guardião Skowron pela frente. No entanto, a espera pelo tento inaugural não foi prolongada, pois, aos 21 minutos, Gilberto apontou um canto na esquerda para um desvio de Mike, que colocou a bola na cabeça certeira de Erivelto, que assim provocou os primeiros festejos no Estádio José Santos Pinto. O onze algarvio esboçou uma reacção, mas sem argumentos para perturbar seriamente o último reduto dos serranos, que continuaram com o jogo controlado e a ameaçarem dilatar a vantagem, embora sem sucesso até ao período de descanso. Ao intervalo: 1-0.

Erivelto assinou o primeiro golo da tarde

Na etapa complementar, os comandados de Filipe Gouveia permaneceram com ideias atacantes e foram premiados com o segundo golo aos 56 minutos, aliás, muito similar ao primeiro, visto que Gilberto cobrou novamente um canto no lado esquerdo para um desvio de Zé Pedro, que levou a redonda até ao cabeceamento triunfal de Joel. O Covilhã estava bem na partida e somente a boa actuação do guarda-redes polaco Skowron impediu o aumento da contagem: aos 63 minutos, Medarious assinou uma vistosa jogada pela direita e cruzou para o remate de Erivelto, mas Skowron efectuou uma defesa notável; e aos 66 minutos, outra vez Medarious a acelerar, agora pela esquerdo, sendo o próprio a atirar para uma intervenção atenta do guardião visitante. Na jogada seguinte, o Olhanense protagonizou a sua acção mais perigosa de todo o encontro, com Jorman a rematar para uma defesa incompleta de Igor Rodrigues, porém, tal foi apenas uma excepção, porque a regra continuou a ser um Covilhã ameaçador para as redes algarvias, onde Skowron foi somando boas intervenções, quer numa iniciativa do recém-entrado Onyeka aos 75 minutos, quer num remate forte de Harramiz aos 80 minutos. Contudo, aos 88 minutos, a equipa serrana conseguiu finalmente o terceiro golo da tarde por Onyeka, que desviou certeiro um cruzamento de Medarious na direita, fixando desta forma o resultado em 3-0. Quase em cima do derradeiro apito do árbitro Hélder Malheiro, Pintassilgo ainda ameaçou nova mexida no marcador, mas o seu remate foi interceptado por um defensor algarvio. Com esta vitória, o Sporting da Covilhã afasta-se ligeiramente dos lugares não desejados da tabela classificativa, mas permanecem muitas equipas separadas por poucos pontos, desejando-se que o emblema serrano continue a pontuar já na próxima jornada, em que se deslocará ao terreno do SC Braga B no sábado.

Texto: Eugénio Lopes.

Fotografia: Filipe Pinto - Foto Académica.

Ficha de Jogo: http://ligaportugal.pt/pt/liga/jogo/20162017/ledmanligapro/24/8

Actualizado em Segunda, 30 Janeiro 2017 10:14
 
Palmeiro Antunes
Terça, 24 Janeiro 2017 00:00

Palmeiro Antunes ganhou protagonismo nas camadas jovens do Portalegrense, ao ponto de ser contratado para os juniores do SL Benfica, onde ascendeu ao escalão sénior e integrou várias épocas o plantel principal do emblema lisboeta, ajudando a conquistar um Campeonato Nacional e uma Taça de Portugal. Posteriormente, Palmeiro Antunes envergou a camisola do Lusitano de Évora e da CUF do Barreiro, sempre no principal patamar no futebol nacional, antes de assinar pelo Sporting da Covilhã na temporada 1961/1962. Palmeiro Antunes esteve duas épocas ao serviço dos serranos, uma na 1ª Divisão Nacional e a seguinte no escalão secundário, tendo efectuado 44 jogos oficiais pelo nosso clube, nos quais rubricou oito golos, ficando na memória as suas arrancadas na ponta direita. Palmeiro Antunes rumou depois ao Pescadores da Costa de Caparica, que na altura chegou a participar na 3ª Divisão Nacional, mas terminando a carreira antes dos 30 anos de idade. Que outras recordações existem de Palmeiro Antunes?

Actualizado em Terça, 24 Janeiro 2017 10:09
 
Sporting B 1 SC Covilhã 1
Domingo, 22 Janeiro 2017 00:00

O Sporting Clube da Covilhã somou o quarto jogo consecutivo sem vencer na Ledman LigaPro ao empatar a uma bola com a equipa B do Sporting Clube de Portugal, no entanto, o ponto alcançado na Academia de Alcochete permite ao emblema serrano continuar fora dos lugares indesejados na tabela classificativa.

O onze covilhanense apresentou-se em campo num esquema de 1x4x2x3x1, com Igor Rodrigues na baliza, acompanhado na defensiva por Gilberto, Zarabi, Joel e Mike, ficando Djikiné e Diarra mais recuados no meio campo, com Harramiz, Pintassilgo e Medarious no apoio ao avançado Erivelto. A partida revelou-se movimentada logo nos instantes iniciais, com alguns lances merecedores de total atenção por parte de ambos os sectores defensivos, evitando assim situações demasiado perigosas para as suas balizas. Essa tendência do encontro foi quebrada aos 24 minutos, quando Pedro Delgado rubricou uma boa jogada pela direita e cruzou para o remate certeiro de Gelson Dala, que colocou a formação lisboeta na frente do marcador. A vantagem local foi seriamente ameaçada aos 38 minutos, com um ligeiro desvio de Mike a deixar Zarabi em posição para ter sucesso, só que a acção do defesa central covilhanense fez a bola passar por cima da baliza adversária. fDo outro lado, o perigo para as redes visitantes veio novamente dos pés do angolano Gelson Dala, porém, Igor Rodrigues efectuou uma defesa eficaz e manteve a diferença mínima para o tempo de descanso. Ao intervalo: 1-0.

Para a segunda parte, o treinador Filipe Gouveia procurou dar mais dinâmica ao ataque serrano fazendo entrar Onyeka, contudo, o primeiro sinal de perigo foi protagonizado pelo Sporting B aos 48 minutos, com Gelson Dala a realizar um forte remate um pouco por cima da baliza forasteira. No entanto, aos 60 minutos, foi mesmo o Covilhã a chegar ao tento da igualdade por intermédio de Erivelto, que converteu exemplarmente um pontapé de penálti resultante de uma falta de Abdu Conte sobre Medarious. Os serranos animaram-se com o golo alcançado e volvidos alguns momentos estiveram perto de novos festejos, visto que Erivelto ainda passou pelo guardião Pedro Silva, mas o ângulo reduzido não permitiu melhor do que atirar para a intervenção salvadora de um defensor lisboeta sobre a linha de baliza. Com as duas equipas a procurarem o triunfo, o jogo caminhou para uma fase equilibrada em que os argumentos defensivos foram mais fortes do que as estratégias atacantes, o que impediu lances de grande perigo para as duas balizas, com o derradeiro apito do árbitro Anzhony Rodrigues a selar o 1-1 como resultado final. Registe-se ainda a infelicidade de Zarabi aos 80 minutos, que foi obrigado a sair do jogo com uma lesão que poderá ser preocupante. Com este empate, o Covilhã continua na zona de manutenção na Segunda Liga, desejando-se que possa regressar às vitórias na próxima jornada, em que recebe o Olhanense no sábado no Estádio José Santos Pinto.

Texto: Eugénio Lopes.

Fotografia: Eugénio Lopes.

Ficha de Jogo: http://ligaportugal.pt/pt/liga/jogo/20162017/ledmanligapro/23/2

Actualizado em Terça, 24 Janeiro 2017 10:22
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 9 de 135
ATLETAS
JOGADORES DE A a Z:
TREINADORES
OUTRAS FIGURAS
ENTREVISTAS
EVENTOS
CONTACTOS
OUTROS
REDES SOCIAIS

face

SPONSOR

Gigarte - Design e Comunicação

ESTATÍSTICA
Visualizações de conteúdos : 1204861