História do Sporting Clube da Covilhã
SC Covilhã 1 GD Estoril Praia 2
Domingo, 07 Abril 2019 00:00

Jaime e Tiago Moreira tentam anular Roberto

O Sporting Clube da Covilhã foi derrotado no Estádio José Santos Pinto, algo que não acontecia há quase cinco meses, pertencendo esse feito ao Grupo Desportivo Estoril Praia, que com golos de Rafael Furlan e Roberto conseguiu anular a vantagem alcançada pelo nosso clube aos 20 minutos, através de um tento apontado pelo aniversariante Adriano Castanheira.

O emblema serrano apresentou-se no Estádio José Santos Pinto com Vítor São Bento na baliza, acompanhado na defensiva por Tiago Moreira, Jaime Simões, Rafael Vieira e Henrique Gomes com o meio campo ocupado por Rodrigues, Gilberto e Mica, ficando o ataque entregue a Adriano Castanheira, Diego Medeiros e Kukula. Este jogo teve um início prometedor, visto que não faltou emoção logo nos primeiros momentos, porque, aos 4 minutos, Gorré não conseguiu inaugurar o marcador na sequência de um canto e, aos 6 mimutos, Adriano rematou ao poste da baliza canarinha. Pouco depois, Yan atirou para uma intervenção eficaz de São Bento, respondendo os serranos com o tento inaugural apontado por Adriano aos 20 minutos, que rematou forte após um cruzamento de Kukula na esquerda. A partida entrou então numa fase mais calma, com o Estoril a procurar responder à desvantagem e com um Covilhã coeso a não se deixar dominar, originando um jogo equilibrado e muito disputado a meio campo numa autêntica tarde de inverno. Até que aos 41 minutos surgiu o golo do empate, resultante do facto do árbitro João Bento ter considerado que Rafael Vieira desviou a bola com o braço e não com a cabeça, assinalando um livre directo para o brasileiro Furlan converter em golo através de um remate rasteiro. Ao intervalo: 1-1.

Na segunda parte, os estorilistas entraram melhor no jogo e deram o primeiro sinal de perigo num pontapé de canto, mas a equipa covilhanense também se apresentou perigosa aos 59 minutos, quando um livre cobrado por Gilberto obrigou o guardião Thierry a uma defesa atenta. No entanto, foi mesmo o Estoril que chegou ao golo aos 62 minutos, com Gorré a protagonizar uma boa jogada para colocar a bola em Roberto, que rematou cruzado e certeiro para alegria dos adeptos visitantes presentes no recinto serrano. Os forasteiros agarraram-se com toda a força a este resultado, que permite continuar a sonhar com o regresso à 1ª Liga, e passaram a actuar mais recuados, perante um conjunto covilhanense que bem se esforçou por alcançar o empate, que esteve perto de acontecer nos instantes finais do encontro: aos 89 minutos, um remate longínquo de Jaime só foi travado por uma boa defesa de Thierry; aos 90 minutos, o recém entrado Zé Pedro tentou aproveitar um adiantamento de Thierry, mas o longo "chapéu" passou por cima da trave e o marcador ficou em 1-2. O Sporting da Covilhã soma assim o segundo desaire consecutivo, mas permanece no 7º lugar na classificação da Ledman LigaPro, tendo seis pontos a mais do que a zona de despromoção, seguindo-se uma deslocação ao terreno do Arouca.

Texto: Eugénio Lopes.

Fotografia: Filipe Pinto - Foto Académica.

Ficha de jogo: http://ligaportugal.pt/pt/liga/jogo/20182019/ledmanligapro/28/7

Actualizado em Segunda, 08 Abril 2019 08:52
 
Badiane
Terça, 02 Abril 2019 00:00

O senegalês Vito Badiane destacou-se no seu país com a camisola do Jeanne D’Arc e da selecção nacional júnior, o que tornou possível o convite do FC Porto para treinar à experiência, no entanto, a estreia nos relvados portugueses verificou-se com o emblema do Sporting da Covilhã, tendo sido apresentado como reforço a meio da temporada 2005/2006. Badiane jogava no meio campo, mas foi pouco utilizado nessa época, que teve um final infeliz para as cores covilhanenses, visto que um dramático empate a cinco bolas com o Desportivo de Chaves na última ronda da 2ª Liga ditou a descida de divisão. Badiane regressou na temporada seguinte ao Senegal, onde jogou por AS Douanes e Niary Tally, assinando pelo meio uma época na 1ª Liga da África do Sul com o emblema do Maritzburg United. Que memórias permanecem de Badiane na equipa serrana?

Actualizado em Terça, 02 Abril 2019 08:39
 
SC Farense 1 SC Covilhã 0
Domingo, 31 Março 2019 00:00

Tiago Moreira pressiona Jorge Ribeiro

Depois de uma série de dez jornadas sempre a pontuar na Ledman LigaPro, o Sporting Clube da Covilhã foi derrotado pela margem mínima na deslocação ao Algarve, onde o golo apontado por Kadri aos 35 minutos garantiu os três pontos para as contas do Sporting Clube Farense.

O conjunto serrano entrou na partida com a baliza adversária no horizonte, visto que no quarto de hora inicial teve três ocasiões para inaugurar o marcador, porém, quer o remate de Adriano Castanheira, quer os cabeceamentos de Kukula, não tiveram a direcção desejada pelas hostes visitantes. O encontro caminhou depois para uma fase mais equilibrada, até na origem dos remates, no entanto, foi neste período que surgiu o único golo da partida, quando aos 35 mimutos Kadri atirou forte na cobrança de um livre directo e provocou os primeiros festejos nos milhares de apoiantes algarvios presentes no Estádio São Luís. Os comandados de Filó procuraram de imediato o empate, com Mica a atirar ao lado aos 37 minutos e Adriano a obrigar o guardião Hugo Marques a defender para o poste aos 40 minutos, embora o Farense também tenha protagonizado um remate ao poste aos 43 minutos por Alvarinho. Ao intervalo: 1-0.

Na segunda parte esperava-se um conjunto covilhanense fortemente empenhado em alterar o rumo dos acontecimentos, contudo, os locais regressaram em bom plano e estiveram muito perto de aumentarem a diferença em dois lances: aos 51 minutos, somente a boa oposição do guarda-redes Vítor São Bento impediu o sucesso da iniciativa de Mayambela; e aos 64 minutos, o experiente Jorge Ribeiro acertou no poste da baliza forasteira. Com o avançar do relógio, o Covilhã foi assumindo maior protagonismo no jogo e um contra ataque finalizado com remate perigoso de Mica deu o sinal de que a igualdade era o objectivo. E o empate só não foi real porque Hugo Marques esteve muito bem a defender as suas redes, nomeadamente aos 81 minutos, em nova tentativa de Mica, e aos 90+3 minutos, numa iniciativa de Kukula, já com São Bento em missão atacante num pontapé de canto. Volvidos alguns instantes, o árbitro Iancu Vasilica deu a partida por terminada, com o 1-0 favorável os algarvios a colocar um ponto final nesta sequência de excelentes resultados do Sporting da Covilhã, que no próximo domingo receberá o Estoril no Estádio Santos Pinto.

Texto: Eugénio Lopes.

Fotografia: Nelson Ferreira - SC Farense

Ficha de Jogo: http://ligaportugal.pt/pt/liga/jogo/20182019/ledmanligapro/27/3

Actualizado em Segunda, 01 Abril 2019 11:27
 
Steven Vitória
Terça, 26 Março 2019 00:00

O luso-canadiano Steven Vitória começou a jogar futebol nos escalões jovens do Woodbridge Strikers, onde as suas capacidades despertaram o interesse do FC Porto, que o contratou para os juniores. Com a subida a sénior, o emblema portista optou por emprestar Steven Vitória ao Tourizense, continuando nessa condição no Olhanense (com subida à Primeira Liga) e no Sporting da Covilhã, tendo envergado a camisola do nosso clube na época 2009/2010. Steven Vitória foi peça fundamental no centro da defensiva serrana, participando em 30 jogos oficiais, nos quais apontou um golo, que ajudou a vencer por Trofense por 2-1, numa temporada em que a manutenção covilhanense na Segunda Liga só foi alcançada na derradeira jornada. Steven Vitória representou depois o Estoril-Praia, o SL Benfica e os norte-americanos do Philadelphia Union, jogando actualmente na 1ª Liga da Polónia ao serviço do Lechia Gdansk. Steven Vitória é internacional AA pelo Canadá e sub-20 e sub-19 por Portugal, tendo deixado certamente lembranças das suas actuações com as cores serranas…


Actualizado em Terça, 26 Março 2019 09:39
 
Nuno Coelho
Terça, 19 Março 2019 00:00

Nuno Coelho percorreu todos os escalões de formação do Sporting da Covilhã, mas a sua qualidade no sector intermediário depressa se salientou, ao ponto de ter realizado a sua estreia na equipa principal do nosso clube somente com 16 anos de idade, num jogo com o Varzim a contar para a Segunda Liga. Nuno Coelho participou em mais encontros dessa época 2003/2004 e na seguinte, já com os serranos da 2ª Divisão B, mas a meio desta última temporada rumou ao FC Porto, onde actuou essencialmente na equipa B, embora com algumas integrações no plantel principal portista. Por empréstimo dos azuis e brancos, Nuno Coelho envergou a camisola de União de Leiria e Portimonense, seguindo-se uma rápida experiência nos espanhóis do Villarreal, que nem deu para qualquer jogo, visto que ingressou logo na Académica de Coimbra. As boas exibições nos academistas valeram-lhe uma transferência para o SL Benfica, que cedeu posteriormente Nuno Coelho ao Beira-Mar e aos gregos do Aris de Salónica. O regresso ao futebol português aconteceu através do FC Arouca, onde jogou durante cinco épocas, representando actualmente o Belenenses. Sublinhe-se, que Nuno Coelho contabiliza quase cinquenta internacionalizações por Portugal desde os sub-18 aos sub-23, tendo participado no Mundial sub-20 de 2007 e no Europeu sub-19 de 2006. Que recordações existem de Nuno Coelho com a camisola covilhanense?

 

Actualizado em Terça, 19 Março 2019 09:38
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 10 de 178
Livro História SCC
.
fa

Livro História do Sporting Clube da Covilhã 1923-1990 disponível para aquisição na Foto Académica, localizada nas Escadas do Quebra Costas n.º 2 - Covilhã

ATLETAS
JOGADORES DE A a Z:
TREINADORES
OUTRAS FIGURAS
ENTREVISTAS
EVENTOS
CONTACTOS
OUTROS
REDES SOCIAIS

face

SPONSOR

Gigarte - Design e Comunicação

ESTATÍSTICA
Visualizações de conteúdos : 1836189