História do Sporting Clube da Covilhã
Paulico
Terça, 26 Novembro 2019 00:00

Paulico começou a jogar futebol federado no Académico do Fundão, rumando depois aos iniciados do Sporting da Covilhã, onde cumpriu os restantes escalões de formação e ascendeu ao nível sénior. Na época 2009/2010, ainda com idade júnior, Paulico foi chamado ao plantel principal do emblema serrano, no qual permaneceu para a temporada seguinte, agora já com oportunidade de participar em jogos oficiais com a camisola covilhanense, sendo posteriormente emprestado ao Benfica e Castelo Branco a meio da época. De regresso aos serranos, o médio Paulico teve maior protagonismo e permaneceu no nosso clube até meados da temporada 2013/2014, altura em que passou a representar o Águias do Moradal, prosseguindo a carreira na AD Estação, Prainha e Vitória do Pico, antes de voltar ao conjunto covilhanense na época 2018/2019. No total, Paulico participou até este momento em 39 encontros oficiais com as cores serranas, tendo actuado o resto da temporada passada no CD Alcains, existindo de certeza memórias interessantes das suas exibições com o nosso emblema…  


Actualizado em Terça, 26 Novembro 2019 09:38
 
Rincon
Terça, 19 Novembro 2019 00:00

Gilvan Santos Silva é conhecido no futebol por Rincon, um ponta de lança brasileiro que chegou a Portugal para envergar a camisola do Marítimo na 1ª Liga, onde actuou durante três temporadas, a última delas numa segunda passagem após uma época a marcar golos pelo FC Paços de Ferreira. Depois de um breve regresso ao Brasil, Rincon voltou ao futebol português para jogar no FC Vizela, seguindo-se o Santa Clara, antes de ser apresentado como reforço do Sporting da Covilhã para a temporada 2010/2011. No emblema serrano, o experiente Rincon apontou seis golos nos 34 encontros oficiais em que participou, ajudando o nosso clube a alcançar a manutenção na 2ª Liga através do 14º lugar na classificação final, apenas um ponto acima do despromovido Varzim SC. Rincon voltou na época seguinte a terras brasileiras para conclusão da sua carreira futebolística, no entanto, deixou certamente lembranças das suas exibições no conjunto covilhanense…


Actualizado em Terça, 19 Novembro 2019 10:06
 
CD Mafra 2 SC Covilhã 2
Domingo, 17 Novembro 2019 00:00

O Sporting Clube da Covilhã somou um ponto na deslocação ao terreno do Clube Desportivo de Mafra, numa partida bem disputada apesar do relvado em mau estado devido à chuva, tendo terminado com uma igualdade a duas bolas, depois dos serranos terem perdido a vantagem do marcador por duas vezes.

Num jogo de muita entrega dos atletas, a primeira ameaça séria a uma das balizas foi protagonizada pelo senegalês Abdoulaye Daffé, que chegou a passar pelo guardião Godinho, mas que depois atirou para a intervenção do defensor João Miguel impedir os festejos dos adeptos covilhanenses presentes no Estádio Municipal de Mafra. No entanto, aos 31 minutos, Daffé levou mesmo a alegria aos apoiantes serranos, visto que inaugurou o "placard" através de um cabeceamento certeiro após um canto apontado por Adriano Castanheira. Não foi muito prolongada a festa visitante, porque aos 39 minutos aconteceu o tento do empate por intermédio de Ruben Freitas, que surgiu isolado diante do guarda-redes Carlos Henriques devido a um bom passe de Zé Tiago. O encontro tinha qualidade e estava emocionante, com os comandados de Ricardo Soares a ficarem novamente em vantagem no marcador aos 44 minutos, em que Adriano finalizou com eficácia perante Godinho algo surpreendido com a trajectória da bola. Ao intervalo: 1-2.

A segunda parte foi uma interessante continuidade da etapa inaugural ao nível do futebol praticado, com os mafrenses a procurarem o empate e os serranos a tentarem aumentar a contagem. Depois de algum desperdício das cores forasteiras para dilatar a diferença, eis que foram os locais a alcançarem o empate aos 79 minutos por Joel Ferreira, com o defesa esquerdo a surgir oportuno para fixar o resultado em 2-2. A formação covilhanense ainda esteve quase a desfazer a igualdade num lance de Deivison, mas volvidos poucos instantes o árbitro André Narciso deu por terminada a partida sem mais alterações no marcador. Com dez jogos disputados, o Sporting da Covilhã soma 20 pontos e reparte com o Leixões o 4º lugar da classificação da LigaPro, só voltando a competir no dia 29 de Novembro (sexta-feira) na recepção ao Feirense.

Texto: Eugénio Lopes.

Ficha de jogo: https://ligaportugal.pt/pt/liga/jogo/20192020/ligapro/8/6

Actualizado em Domingo, 17 Novembro 2019 17:09
 
Aníbal Capela
Terça, 12 Novembro 2019 00:00

O defesa central Aníbal Capela iniciou a carreira futebolística no SC Braga, onde jogou todas as épocas dos escalões de formação, exceptuando uma temporada de iniciados no Bairro da Misericórdia, sendo um atleta muitas vezes em destaque, ao ponto de somar 16 internacionalizações por Portugal entre os sub-18 e os sub-21. Para além da equipa B, Aníbal Capela teve oportunidade de fazer alguns jogos pelo principal onze bracarense, quer nas provas nacionais, quer na Liga dos Campeões, porém, nunca se afirmou como titular, sendo emprestado ao FC Vizela e depois ao Sporting da Covilhã na temporada 2011/2012. No emblema serrano, Aníbal Capela efectuou 25 partidas oficiais, numa época difícil para o nosso clube, em que a permanência na 2ª Liga apenas foi conseguida devido à desistência da União de Leiria. A carreira de Aníbal Capela prosseguiu depois na 1ª Liga, jogando por Moreirense, Académica e Rio Ave, antes de rumar ao segundo escalão do futebol italiano para actuar no Carpi, representando actualmente o Cosenza. Que recordações existem de Aníbal Capela no eixo da defensiva serrana?


Actualizado em Terça, 12 Novembro 2019 09:41
 
CD Nacional 1 SC Covilhã 0
Domingo, 10 Novembro 2019 00:00

O Sporting Clube da Covilhã sofreu a sua segunda derrota na LigaPro nesta deslocação à ilha da Madeira, onde um autogolo serrano proporcionou ao Clube Desportivo Nacional a conquista dos três pontos, apesar do empenho dos jogadores comandados por Ricardo Soares ter justificado um resultado diferente.

A primeira parte foi dominada pela equipa nacionalista, que teve a iniciativa de jogo e construiu alguns lances mais problemáticos para a defensiva adversária, com destaque para o minuto 11, em que Witi atirou por cima após um canto bem trabalhado, e para o minuto 18, em que Alhassan cabeceou ao lado em posição favorável para ter êxito. Contudo, a melhor ocasião para o marcador ser inaugurado nesta fase da partida pertenceu ao conjunto covilhanense aos 25 minutos, quando o livre directo apontado por Bonani levou a bola ao poste da baliza local. E quando o ascendente dos madeirenses já era menos notório, eis que surgiu o único golo do encontro aos 36 minutos, com o moçambicano Witi a cruzar da esquerda para uma acção infeliz de Zarabi e Daniel Martins colocar a redonda dentro das redes forasteiras. Até ao tempo de descanso, os covilhanenses não apresentaram argumentos ofensivos capazes de questionar a vantagem madeirense no "placard". Ao intervalo: 1-0.

Na etapa complementar, o onze serrano revelou-se mais forte e aos 57 minutos esteve perto do empate, com Adriano a rematar contra a "muralha" defensiva madeirense, num lance marcado pela polémica, porque pareceu que a bola foi desviada pela mão de um jogador local, no entanto, o árbitro Hélder Malheiro não viu motivo para assinalar pontapé de penálti. O Covilhã estava por cima na partida, mas o Nacional permanecia atento ao contra ataque, como aconteceu aos 73 minutos, em que o guardião Carlos Henriques realizou uma saída eficaz aos pés de Riascos. Volvidos alguns instantes, o Estádio da Madeira assistiu a uma sequência de três lances em que o empate esteve quase a ser uma realidade: aos 74 minutos, um remate rasteiro de Bonani obrigou Daniel Guimarães a uma boa defesa para canto; no minuto seguinte, Zarabi atirou cruzado para ninguém desviar com sucesso em plena pequena área; e aos 78 minutos, uma arrancada de Deivison proporcionou a Bonani um remate à parte superior da barra da baliza anfitriã. Os serranos continuaram a atacar até final do jogo, mas o resultado não teve alteração e ficou mesmo em 1-0, numa derrota que faz o nosso clube cair para o 5º lugar da classificação, seguindo-se nova deslocação no próximo domingo, agora ao terreno do Mafra.

Texto: Eugénio Lopes.

Ficha de jogo: https://ligaportugal.pt/pt/liga/jogo/20192020/ligapro/10/2

Actualizado em Segunda, 11 Novembro 2019 09:50
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 2 de 181
Livro História SCC
.
fa

Livro História do Sporting Clube da Covilhã 1923-1990 disponível para aquisição na Foto Académica, localizada nas Escadas do Quebra Costas n.º 2 - Covilhã

ATLETAS
JOGADORES DE A a Z:
TREINADORES
OUTRAS FIGURAS
ENTREVISTAS
EVENTOS
CONTACTOS
OUTROS
REDES SOCIAIS

face

SPONSOR

Gigarte - Design e Comunicação

ESTATÍSTICA
Visualizações de conteúdos : 1897791