História do Sporting Clube da Covilhã
Dr. José Ranito Baltazar
Segunda, 12 Março 2012 13:49

Dr._Jos_Ranito_Baltazar

Nasceu na Covilhã em 08.12.1903 e formou-se em medicina na Universidade de Coimbra em 1929. Casou em 1933 com D. Fernanda Tavares Cruz. Em 1939 inaugurou as novas instalações da comissão de Turismo. Em 1940, como seu diretor, inaugura o novo Posto Médico da Caixa P.I. de Laníficios. Em 1942 é eleito deputado da III Legislatura da Assembleia Nacional. Em 1951 é eleito presidente da comissão da concelhia da União Nacional. Em 1954 faz parte dos fundadores da casa de Saúde de São Tiago. Em 1957 toma posse como presidente da Câmara Municipal da Covilhã, onde esteve até 1965. Ocupou no Sporting Clube da Covilhã o lugar de presidente da Assembleia Geral durante várias épocas nos anos 30 e 40, voltando nos inicios dos anos 60 a desempenhar cargos de presidente da Assembleia Geral e Conselho Fiscal. Foi muitas vezes uma voz de consenso para muitas crises que ao longo dos anos passaram pelo Sporting da Covilhã. Na assembleia geral de 5 de Setembro de 1964, e após uma grave crise directiva, liderou uma comissão administrativa formada por trinta e seis pessoas, sendo muitos deles ex-dirigentes do clube. Assim como na época de 1968/69 voltou novamente a liderar mais uma Comissão Administrativa. Ocupou cargos também nos Bombeiros Voluntários da Covilhã. Faleceu na Covilhã a 30 de Junho de 1981. Considerado por muitos como um amigo dos pobres, um grande benfeitor.

Texto: Miguel Saraiva

https://www.facebook.com/#!/profile.php?id=100000526842816





Actualizado em Segunda, 12 Março 2012 13:56
 
Portimonense SC 2 SC Covilhã 1
Domingo, 11 Março 2012 00:00

O Sporting Clube da Covilhã continua a atravessar um ciclo de maus resultados, tendo sido derrotado no terreno do Portimonense Sporting Clube (último classificado da Liga Orangina) por 2-1, depois de ter estado em vantagem no marcador até aos derradeiros vinte minutos da partida.

Os serranos até entraram bem no encontro, como que a querer demonstrar que este ia ser um ponto de inversão em relação aos desfechos mais recentes, por isso, foi com naturalidade que alcançaram a dianteira do “placard” aos 22 minutos, com Gabi a converter devidamente uma grande penalidade, resultante de um derrube a Fofana na área local. Os algarvios procuraram reagir à desvantagem, mas os visitantes não tremeram e souberam segurar o resultado até ao período de descanso. Ao intervalo: 0-1.

Na segunda parte, e como seria de esperar, o Portimonense apresentou uma maior capacidade atacante, conseguindo empurrar os covilhanenses para zonas mais recuadas do campo e ameaçando alcançar a igualdade em alguns lances. Contudo, e apesar dos forasteiros estarem mais preocupados na manutenção da vantagem, conseguiram a meio da etapa complementar três ações perigosas junta da baliza defendida por Serginho, porém, nenhuma delas foi aproveitada para arrumar a questão de quem seria o vencedor do jogo. Perante este cenário, os algarvios voltaram a acreditar que nada estava resolvido e começaram a virar o marcador a seu favor aos 74 minutos, através de um tento apontado por Luís Zambujo, tendo completado a sua missão aos 80 minutos, quando Ricardo Pessoa transformou em golo um castigo máximo, originado por uma falta de Zezinho sobre Luís Carlos, e fixou o desfecho em 2-1. Os comandados de Tulipa ainda procuraram evitar a vitória local, mas sem arte nem engenho para acertar nas redes algarvias, somando assim o nono jogo consecutivo sem conhecer o sabor do triunfo, ficando no penúltimo lugar da tabela classificativa, já em zona de despromoção. Na próxima jornada, o Sporting da Covilhã recebe o Atlético, numa partida em que só a vitória interessa para uma eventual saída desta posição na classificação.

Texto: Eugénio Lopes.

Ficha de Jogo:

http://www.lpfp.pt/liga_orangina/pages/jogo.aspx?epoca=20112012&jornada=22&jogo=7125

Actualizado em Segunda, 12 Março 2012 10:09
 
Nelinho
Quarta, 07 Março 2012 00:00

O Site historiascc.com continua a entrevistar nomes importantes da vida do Sporting Clube da Covilhã e desta vez foi Nelinho, que se encontra radicado na cidade de Portalegre, que acedeu a responder a algumas questões. Nelinho alinhava em várias posições do meio campo serrano, dotado de uma excelente técnica e velocidade. Teve duas passagens pelo nosso clube (1977/78 e 1981/1986) onde permaneceu durante seis anos, de realçar a época de 1984/85 com a subida à 1ª Divisão.

Nelinho vive atualmente em Portalegre

1 - Ingressou no SC Covilhã por duas vezes, como surgiram esses convites?

A primeira vez encontrava-me no Torreense e joguei contra o SC Covilhã, cuja direção gostou da minha exibição e surgiu o meu ingresso no clube. Na segunda vez encontrava-me no Portalegrense e as pessoas já me conheciam, tendo surgido novo convite para regressar, o qual recebi com orgulho e não hesitei em voltar novamente à Covilhã.

2 - Quais os principais momentos que passou no SC Covilhã?

            Sem dúvida a subida à 1ª Divisão na época 84/85 e a ida à meia-final da Taça de Portugal, em que fomos eliminados pelo Benfica.

            3 – Nelinho era dos jogadores mais acarinhados pela massa associativa do Sporting da Covilhã, o que pensa disto?

Apesar de ser uma pessoa introvertida, foi sempre com agrado, humildade e orgulho que recebi as manifestações de carinho e apoio da grande massa adepta do Sporting Clube da Covilhã, sendo para mim uma grande satisfação.

 Na época 1984/1985, o SC Covilhã venceu a Zona Centro da 2ª Divisão com o contributo de Nelinho          

            4 – Alguns antigos colegas falam de Nelinho, como um jogador de grande qualidade técnica que nunca virava a cara a luta e muitas vezes      decisivo. E o Nelinho como se considerava?

Considerava-me acima de tudo um jogador solidário, sobretudo com um grande espírito de equipa.

            5 - Acompanha atualmente o SC Covilhã?

Sim, acompanho com interesse.

6 - Qual a sua atividade no presente?

Estou a trabalhar na área de vendas

7 - Que gostaria de referir que não foi mencionado anteriormente?

Gostaria de fazer uma saudação ao clube e que num futuro próximo consiga o regresso novamente a 1ª Divisão.

Nelinho em ação num Estrela de Portalegre - Sporting da Covilhã

Actualizado em Quarta, 07 Março 2012 10:41
 
Lázaro
Terça, 06 Março 2012 00:00

Lázaro iniciou a carreira de futebolista no Covilhã e Benfica, representando depois o Teixosense, clube onde o Sporting da Covilhã o foi contratar para a época 1969/1970, dando início a quatro temporadas no emblema covilhanense. Os serranos jogavam naquela altura na 3ª Divisão, de onde conseguiram sair na época 1970/1971 após triunfo no Torneio de Competência com Fafe, Sanjoanense e Vizela, com Lázaro a destacar-se pela sua velocidade e oportunismo em zonas mais avançadas do terreno de jogo. Na época seguinte, Lázaro e os seus colegas participaram novamente no Torneio de Competência, mas desta vez para assegurarem a manutenção na 2ª Divisão em disputa com Gil Vicente, Vianense e Valecambrense, A última época de Lázaro com a camisola serrana ficou marcada pela descida à 3ª Divisão, com o avançado a partir depois para serviço militar em Angola, onde representou o Sport Lubango e Benfica. Que outras recordações existem de Lázaro?

Actualizado em Terça, 06 Março 2012 16:48
 
CD Santa Clara 1 SC Covilhã 0
Domingo, 04 Março 2012 00:00

Continua o calvário do Sporting Clube da Covilhã no ano 2012, visto que foi derrotado pela margem mínima pelo Clube Desportivo Santa Clara, somando assim o oitavo jogo consecutivo sem vencer e caindo para os lugares de despromoção da Liga Orangina.

Os açorianos demonstraram cedo que queriam empurrar os serranos para terrenos defensivos, mas esse objetivo saiu completamente furado, porque foi o Covilhã que esteve muito perto de inaugurar o marcador antes dos dez minutos em dois lances de grande perigo, um protagonizado por Gabi, o outro assinado por Aníbal Capela. O Santa Clara não demorou a responder também em duas jogadas, mas Moreira e Sylvestre não encontraram a maneira de acertar nas redes visitantes. Depois da meia hora, o encontro entrou numa fase mais calma, sem ameaças claras ao nulo, o que prolongou este resultado até ao período de descanso. Ao intervalo: 0-0.

Na segunda parte, os covilhanenses entraram de forma dominadora, procurando passar para a frente do “placard”, o que esteve quase a acontecer aos 52 minutos, quando um remate de Dominic encontrou em Edgar um auxiliar importante do guardião Stefanovic, impedindo assim o golo forasteiro. Com o avançar do relógio, o equilíbrio voltou ao Estádio de São Miguel, mas foi neste período que surgiu o momento decisivo da partida aos 73 minutos, com Márcio Piccolo a atirar para uma boa defesa de Igor Araújo para canto, na sequência do qual Sylvestre cabeceou à barra, sobrando a bola para a recarga vitoriosa de Moreira, que assim fixou o resultado em 1-0. O Covilhã ainda tentou chegar ao empate, mas o melhor que conseguiu foi um cabeceamento ameaçador de Aníbal Capela aos 78 minutos. O último apito do árbitro Rui Silva confirmou a derrota serrana, que vai agora procurar regressar aos triunfos na próxima jornada, que tem agendada uma deslocação ao terreno do Portimonense, o outro ocupante dos lugares indesejáveis da tabela classificativa.

Texto: Eugénio Lopes.

Ficha de Jogo: http://www.lpfp.pt/liga_orangina/pages/jogo.aspx?epoca=20112012&jornada=21&jogo=7109

Actualizado em Segunda, 05 Março 2012 17:48
 
<< Início < Anterior 141 142 143 144 145 146 147 148 149 150 Seguinte > Final >>

Pág. 147 de 165
Livro História SCC
.
fa

Livro História do Sporting Clube da Covilhã 1923-1990 disponível para aquisição na Foto Académica, localizada nas Escadas do Quebra Costas n.º 2 - Covilhã

ATLETAS
JOGADORES DE A a Z:
TREINADORES
OUTRAS FIGURAS
ENTREVISTAS
EVENTOS
CONTACTOS
OUTROS
REDES SOCIAIS

face

SPONSOR

Gigarte - Design e Comunicação

ESTATÍSTICA
Visualizações de conteúdos : 1578533