História do Sporting Clube da Covilhã
João Tomé
Quarta, 13 Junho 2012 00:00

O nosso site continua a entrevistar alguns dos grandes nomes que passaram pelo emblema serrano, tendo agora solicitado a colaboração de João Tomé, que entre 1948 e 1955 envergou a camisola covilhanense em 138 jogos na 1ª Divisão Nacional, nos quais rubricou 41 golos, actuando preferencialmente a interior esquerdo.

João Tomé vive actualmente em Setúbal

1 - Ingressou no SC Covilhã na época 1948/1949, como é que aparece o interesse do clube no João Tomé?

Eu estava a jogar no Académico do Porto e o Sporting Clube da Covilhã interessou-se na minha contratação, pois estava a fazer uma época muito positiva. Conseguimos chegar a acordo e fui a transferência mais cara nessa época.

2 - Quais os principais momentos que passou no SC Covilhã?

Todos foram bons momentos, pois foi o clube que mais me marcou. Estive no Sporting Clube da Covilhã durante sete bons e felizes anos.

3 - Quais as diferenças do futebol dos anos 40/50 para o actual?

O futebol é diferente, porque hoje em dia é mais complexo, visto que os jogadores têm uma técnica e uma tática diferentes, por isso, são futebolistas diferentes. Claro que como em tudo, houve progressos, mas no meu tempo os sentimentos eram outros, sentíamos mais a “camisola”, o clube… bem, eram outros tempos.

João Tomé foi figura relevante nos tempos de glória serrana

4 - Quais os jogadores mais marcantes com quem jogou no SCC?

Todos os jogadores foram importantes, mas posso realçar os nomes de Simonyi, Fernando Cabrita, Diamantino, Martin, Roqui e os irmãos Cavém.

5 - Janos Szabo foi seu treinador durante os sete anos que representou o SCC. Como era Szabo como treinador?

O Janos Szabo foi um grande treinador. Foi um orgulho ser treinado por ele. Era uma pessoa muito reta e um excelente ser humano.

6 - Ainda sente curiosidade pelos resultados do SC Covilhã?

Ainda hoje tenho curiosidade em acompanhar o atual Sporting Clube da Covilhã. Vejo todos os fins-de-semana os resultados, a classificação, e sempre que são transmitidos jogos assisto na televisão.

7 - Que gostaria de referir que não foi mencionado anteriormente?

Gostaria que o Sporting Clube da Covilhã voltasse à 1ª Liga, pois, merecem como clube histórico do futebol português. Aproveito para deixar as minhas saudações a todos os covilhanenses, desportistas e um bem-haja a todos.

João Tomé no Estádio Santos Pinto com o seu filho Fernando

 

 

Actualizado em Quarta, 13 Junho 2012 13:14
 
Martinho Coutinho
Terça, 12 Junho 2012 00:00

Martinho Coutinho representou o Sporting da Covilhã desde do final da década de trinta até 1949, com excepção para duas épocas em que esteve ao serviço do Belenenses, tendo alinhado posteriormente por Lusitano de Évora, Torreense, Caldas e Oriental. O covilhanense Martinho Coutinho jogava essencialmente no sector intermediário, mas aparecendo com frequência em zona de finalização, assumindo protagonismo nos antigos campeonatos nacionais da 2ª Divisão, que eram disputados em moldes bem diferentes dos actuais, começando por uma fase regional, onde os serranos assumiam quase sempre um papel de destaque. Após a passagem pelo Belenenses, Martinho Coutinho regressou ao Sporting da Covilhã em 1948/1949, que foi a temporada de estreia do clube na 1ª Divisão, onde actuou em 23 jogos e assinou seis golos, tendo ainda participado numa boa campanha na Taça de Portugal, visto que os serranos apenas foram eliminados pelo Atlético nas Meias-Finais, depois de terem passado Desportivo de Beja, GD CUF e SC Braga. Que outras memórias permanecem de Martinho Coutinho?

Actualizado em Terça, 12 Junho 2012 08:55
 
Chalana
Terça, 05 Junho 2012 00:00

Rui Pedro Coelho Fernandes ficou conhecido nos meios futebolísticos por Chalana, um médio que assinou pelo Sporting da Covilhã na época 2001/2002, proveniente da Sanjoanense e depois de ter representado Académico de Viseu e União de Coimbra a nível sénior. Chalana actuava preferencialmente no lado esquerdo, sendo um apoio importante aos jogadores mais avançados, o que foi notório nas boas exibições que efectuou na única temporada em que envergou a camisola serrana. Diga-se que foi uma época de sucesso, em que Chalana e restantes colegas conseguiram vencer a Zona Centro da 2ª Divisão B, garantindo assim a subida de escalão dos covilhanenses após uma interessante disputa com SC Pombal e Torreense. Festejada a ascensão à 2ª Divisão de Honra, Chalana não continuou no Sporting da Covilhã e regressou ao Académico de Viseu, mas deixando agradáveis recordações nos nossos adeptos…

Actualizado em Terça, 05 Junho 2012 16:47
 
João Real
Quarta, 30 Maio 2012 00:00

O teixosense João Real chegou ao Sporting da Covilhã na temporada 2003/2004, sendo contratado à AD Estação, onde havia concluído os escalões de formação e jogado na equipa sénior a militar na 3ª Divisão Nacional. João Real começou seis épocas com a camisola serrana, embora na última (2008/2009) apenas tenha efectuado um jogo a contar para a Taça da Liga, sendo depois transferido para a Naval. As temporadas de João Real no Sporting da Covilhã dividiram-se entre a 2ª Divisão de Honra e a 2ª Divisão B, havendo a registar o seu contributo para duas subidas de escalão: a primeira em 2004/2005, celebrada numa partida em casa com a Oliveirense, após um campeonato muito disputado com o Mafra; a segunda em 2007/2008, festejada no terreno do Olivais e Moscavide, depois do desempate por pontapés da marca de grande penalidade para decidir o vencedor da liguilha de subida à 2ª Liga. A importância de João Real não se limitava à sua função de defesa central, visto que teve sempre um papel saliente em lances no ataque, assinando golos na sequência de bolas paradas. Nas últimas semanas, João Real tem sido um nome em destaque no futebol nacional por ter ajudado a Académica a vencer a Taça de Portugal, merecendo os elogios e as felicitações vindas de vários quadrantes.

Actualizado em Quarta, 30 Maio 2012 08:56
 
Isaurindo
Quarta, 23 Maio 2012 00:00

Isaurindo começou a revelar os seus dotes na defesa das redes no Lusitano FC de Vila Real de Santo António, onde foi figura de destaque durante várias épocas, ficando conhecido pelo “homem de borracha”. Isaurindo foi contratado pelo Sporting da Covilhã na temporada 1951/1952, onde apesar da baixa estatura, demonstrou uma impressionante elasticidade, defendendo a baliza serrana durante três épocas na 1ª Divisão Nacional, ajudando à conquista de um 6º, de um 7º e de um 10º lugar. Isaurindo envergou as cores covilhanenses em jogos do principal escalão, mas também participou em partidas da Taça de Portugal, com os serranos a serem eliminados consecutivamente nos Quartos de Final, respectivamente por SL Benfica e Vitória de Guimarães. Isaurindo regressaria depois a terras algarvias, agora para representar o Farense, tendo certamente deixado as mais diversas recordações entre os apaixonados do futebol…

Actualizado em Quarta, 23 Maio 2012 08:57
 
<< Início < Anterior 141 142 143 144 145 146 147 148 149 150 Seguinte > Final >>

Pág. 150 de 174
Livro História SCC
.
fa

Livro História do Sporting Clube da Covilhã 1923-1990 disponível para aquisição na Foto Académica, localizada nas Escadas do Quebra Costas n.º 2 - Covilhã

ATLETAS
JOGADORES DE A a Z:
TREINADORES
OUTRAS FIGURAS
ENTREVISTAS
EVENTOS
CONTACTOS
OUTROS
REDES SOCIAIS

face

SPONSOR

Gigarte - Design e Comunicação

ESTATÍSTICA
Visualizações de conteúdos : 1741340