Real SC 3 SC Covilhã 0
Quarta, 11 Abril 2018 00:00

O Sporting Clube da Covilhã não fica com boas recordações da primeira vez que disputa uma partida oficial no terreno do Real Sport Clube, visto que sofreu uma esclarecedora derrota por três bolas a zero, tendo sofrido dois golos em escassos minutos cerca do meio do primeiro tempo, o que deixou de imediato o cenário muito difícil para o nosso clube.

Em luta dramática para escapar à descida de divisão, a formação da cidade de Queluz entrou em jogo com grande determinação em busca da vitória, revelando-se mais rematadora logo nos momentos iniciais, com destaque para as iniciativas de Vinicius e de Eduardo que fizeram a bola passar ao lado das redes covilhanenses. No entanto, o golo acabaria mesmo por surgir para as cores locais e em dose dupla: aos 21 minutos, na sequência de um livre, Tiago Morgado assinou o primeiro da tarde; e aos 25 minutos, Jeferson Nem, a passe de Diogo Coelho, colocou duas bolas de diferença no marcador. Os comandados de José Augusto viram a partida ficar assim bastante complicada e apresentaram evidentes dificuldades em levarem o perigo até junto da baliza anfitriã, algo que somente aconteceu aos 40 minutos, quando uma jogada de Reinildo possibilitou o remate de Raul Almeida contra um adversário em plena área local. Já o Real SC, não se acomodou com o resultado e Cazonatti por duas vezes tentou aumentar a contagem, mas atirou ao lado aos 27 minutos e viu Vítor São Bento intervir com eficácia aos 43 minutos. Ao intervalo: 2-0.

Para a segunda parte, os adeptos serranos presentes no Complexo Desportivo do Real SC esperavam uma reacção da sua equipa, de modo a que ainda fosse possível conquistar algo de positivo, porém, depois de uns instantes iniciais com remates de ambos conjuntos, foram os locais que festejaram de novo aos 49 minutos, com Marcelo Lopes a atirar certeiro para as redes forasteiras. Os números estavam a tornar-se pesados para o emblema covilhanense, que teve o mérito de procurar reduzir a desvantagem, mas acertar com a baliza opositora revelava-se uma missão impossível, salientando-se um lance protagonizado por Adul Seidi aos 58 minutos, isto, perante um onze anfitrião que também não deixava de procurar dilatar a contagem. Diga-se, que os serranos actuaram em inferioridade numérica a partir dos 80 minutos por lesão de Raul Almeida, pois, já tinham sido realizadas as três substituições. Até final do encontro, as duas equipas tiveram algumas oportunidades para mexer no "placard", contudo, tal não se verificou e o derradeiro apito do árbitro Tiago Martins sentenciou o 3-0 como desfecho final. No próximo domingo, o Sporting da Covilhã recebe o Cova da Piedade no Estádio José Santos Pinto, desejando-se que possa ser alcançada uma vitória que coloque a manutenção na Segunda Liga quase como certa.

Texto: Eugénio Lopes.

Ficha de Jogo: http://ligaportugal.pt/pt/liga/jogo/20172018/ledmanligapro/33/3

Actualizado em Quarta, 11 Abril 2018 21:01
 

Comentar


Livro História SCC
.
fa

Livro História do Sporting Clube da Covilhã 1923-1990 disponível para aquisição na Foto Académica, localizada nas Escadas do Quebra Costas n.º 2 - Covilhã

ATLETAS
JOGADORES DE A a Z:
TREINADORES
OUTRAS FIGURAS
ENTREVISTAS
EVENTOS
CONTACTOS
OUTROS
REDES SOCIAIS

face

SPONSOR

Gigarte - Design e Comunicação

ESTATÍSTICA
Visualizações de conteúdos : 1443863