SC Covilhã 0 A. Académica de Coimbra 1
Domingo, 29 Abril 2018 00:00

Zarabi e Alan Júnior em disputa nas alturas

O Sporting Clube da Covilhã continua sem garantir a manutenção na Ledman LigaPro, visto que nesta jornada foi derrotado pela Associação Académica de Coimbra, fruto do golo apontado por Alan Júnior logo aos 7 minutos, estando agora somente a dois pontos dos lugares de descida de divisão, quando faltam disputar duas rondas para o final da prova.

O emblema serrano apresentou-se em campo num esquema de 1x4x2x3x1, com Vítor São Bento na baliza, acompanhado na defensiva por João Dias, Zarabi, Joel e Paulo Henrique, ficando Abalo e Gilberto mais recuados no meio campo, com Fatai, Índio e Reinildo mais perto do ponta de lança Adul Seidi. Ainda o jogo não demonstrava uma tendência inequívoca e já a Académica inaugurava o marcador aos 7 minutos, com Chiquinho a assinar uma boa jogada na esquerda e a cruzar para o desvio certeiro de Alan Júnior, que provocou uma explosão de alegria nos cerca de 1.000 "estudantes" que vieram de Coimbra para apoiar a sua equipa na luta pela subida à 1ª Liga. Os locais procuraram responder ao tento sofrido, mas foram esbarrando na organização defensiva adversária, sendo mesmo os visitantes a dar sinal de perigo aos 18 minutos, quando Balogun atirou por cima. Volvidos poucos instantes, o Covilhã teve o seu melhor lance da primeira parte, com Zarabi a aparecer sozinho na área opositora, rematando para intervenção difícil do guarda-redes Ricardo Ribeiro. A emoção na partida ficou-se por aqui nesta etapa inicial, com a formação covilhanense a actuar em terrenos mais ofensivos, porém, sem argumentos para ultrapassar o extremo reduto conimbricense. Ao intervalo: 0-1.

Paulo Henrique pressiona Luisinho

No segundo tempo, o Covilhã entrou de forma perigosa logo no minuto inaugural, em que Fatai cruzou da direita para Reinildo proporcionar uma defesa atenta a Ricardo Ribeiro, seguindo-se um período em que os comandados de José Augusto estiveram por cima, pairando no ar a possibilidade do empate, salientado-se também um remate de Índio de longe para boa intervenção do guardião academista. Os serranos voltariam a ter uma boa oportunidade para festejarem aos 74 minutos, em que Fatai avançou novamente pela direita e colocou a bola no centro da área, onde apareceu Adul Seidi a rematar por cima para desespero das hostes locais. O conjunto covilhanense acreditou sempre noutro tipo de resultado, mas ao avançar as suas linhas acabou permitir rápidos contra ataques da Académica, salientando-se duas defesas de Vítor São Bento a impedir o sucesso dos remates de Luisinho e de Fernando Alexandre. A incerteza permaneceu até ao último lance do jogo, quando num pontapé de canto, com o guardião local na área forasteira, Vitó cobrou directamente à baliza, obrigando Ricardo Ribeiro a voar para manter o "placard" em 0-1. O derradeiro apito do árbitro Bruno Paixão selou o quarto encontro consecutivo sem o Sporting da Covilhã conseguir um único golo, aproximando-se assim perigosamente dos lugares indesejados da classificação, seguindo-se uma deslocação ao terreno do despromovido Gil Vicente, onde só a vitória poderá afastar a necessidade de calculadora na última jornada do campeonato.

Texto: Eugénio Lopes.

Fotografias: Filipe Pinto - Foto Académica.

Ficha de Jogo: http://ligaportugal.pt/pt/liga/jogo/20172018/ledmanligapro/36/1

Actualizado em Segunda, 30 Abril 2018 09:12
 

Comentar


Livro História SCC
.
fa

Livro História do Sporting Clube da Covilhã 1923-1990 disponível para aquisição na Foto Académica, localizada nas Escadas do Quebra Costas n.º 2 - Covilhã

ATLETAS
JOGADORES DE A a Z:
TREINADORES
OUTRAS FIGURAS
ENTREVISTAS
EVENTOS
CONTACTOS
OUTROS
REDES SOCIAIS

face

SPONSOR

Gigarte - Design e Comunicação

ESTATÍSTICA
Visualizações de conteúdos : 1427655