SC Covilhã 0 GD Chaves 2
Domingo, 01 Março 2020 00:00

Tiago Moreira tenta passar por Guzzo

Mais uma jornada da LigaPro e mais um jogo em que o Sporting Clube da Covilhã não vence e não marca um único golo, algo que se repete nos últimos quatro encontros, sendo que desta vez foi o Grupo Desportivo de Chaves a conquistar os três pontos, com dois tentos obtidos na segunda parte.

O onze covilhanense apresentou-se em campo com Carlos Henriques na baliza, acompanhado na zona central da defensiva por Jaime Simões, Brendon e Joel Vital, estando as alas entregues a Tiago Moreira e Daniel Martins, com Filipe Cardoso e Gilberto no centro do meio campo, ficando a frente de ataque com Rodrigo Martins, Mica Silva e Kukula. Os serranos entraram melhor na partida e assinaram algumas ameaças às redes de Ricardo, com o guardião flaviense a defender com segurança um cabeceamento de Kukula e a afastar para canto um cruzamento triçoeiro de Tiago Moreira. No entanto, esta tendência não se prolongou por toda a etapa inicial, com o jogo a tornar-se pouco interessante e algo condicionado pelo vento e pela chuva, por isso, até ao período de descanso apenas mais dois factos merecem referência: aos 42 minutos, a lesão de Gilberto implicou a sua substituição por Miranda Rodrigues; e aos 45 minutos, um livre cobrado por João Teixeira fez a bola passar muito perto da baliza defendida por Carlos Henriques. Ao intervalo: 0-0. 

Rodrigues pressionado por Simão

A segunda parte teve um começo movimentado com o perigo a rondar ambas as balizas: primeiro, aos 54 minutos, um remate rasteiro de João Teixeira obrigou Carlos Henriques a uma defesa difícil; depois, aos 55 minutos, um cruzamento da direita de Tiago Moreira foi desviado por Hugo Basto para o poste da sua própria baliza. E o golo inaugural acabou mesmo por acontecer volvidos alguns instantes, em que Raphael Guzzo deu o toque triunfal após a confusão que se instalou na área covilhanense na sequência de um canto. A reacção local foi prometedora, visto que aos 62 minutos, um passe de Mica isolou Kukula diante de Ricardo, porém, o avançado cabo-verdiano atirou ao lado para desespero dos adeptos serranos. Contudo, mais certeiro revelou-se o Desportivo de Chaves, que aos 79 minutos dilatou a vantagem por intermédio de André Luís, autor da recarga vitoriosa a uma intervenção de Carlos Henriques a remate de Wagner, originando assim novos festejos nos apoiantes transmontanos. A partida ficou logo aqui decidida, sendo somente uma questão de aguardar-se pelo derradeiro apito do árbitro Fábio Melo. Deseja-se que esta fase negativa do Sporting da Covilhã possa ser afastada já no próximo domingo, dia da deslocação ao terreno do Cova da Piedade.

Texto: Eugénio Lopes.

Fotografias: Filipe Pinto - Foto Académica.

Ficha de jogo: https://www.ligaportugal.pt/pt/liga/jogo/20192020/ligapro/23/1

Actualizado em Segunda, 02 Março 2020 12:17
 

Comentar


Livro História SCC
.
fa

Livro História do Sporting Clube da Covilhã 1923-1990 disponível para aquisição na Foto Académica, localizada nas Escadas do Quebra Costas n.º 2 - Covilhã

ATLETAS
JOGADORES DE A a Z:
TREINADORES
OUTRAS FIGURAS
ENTREVISTAS
EVENTOS
CONTACTOS
OUTROS
REDES SOCIAIS

face

SPONSOR

Gigarte - Design e Comunicação

ESTATÍSTICA
Visualizações de conteúdos : 2178868