SC Covilhã 0 FC Penafiel 2
Sábado, 27 Agosto 2022 00:00

Kukula tenta fugir aos opositores

Mais uma derrota caseira do Sporting Clube da Covilhã nesta edição da Segunda Liga, visto que nesta jornada foi o Futebol Clube de Penafiel quem festejou no Estádios Santos Pinto, com um golo apontado em cada parte do jogo a fixar o resultado em 0-2.

A formação serrana até entrou na partida a criar perigo, pois, logo na jogada inicial, Kukula atirou para uma boa intervenção do guarda-redes Caio Secco, após um cruzamento de Jorginho na esquerda. No entanto, este lance não indicou qualquer cenário de domínio por parte dos comandados de Leonel Pontes e a partida revelou-se equilibrada, embora com maior tendência rematadora do onze nortenho. E o tento inaugural sorriu mesmo ao conjunto visitante aos 25 minutos, com Feliz a apontar um canto na direita para o cabeceamento triunfal de Lucas Tagliapietra, que assim provocou os primeiros festejos dos adeptos do Penafiel presentes no estádio covilhanense. O emblema local sentiu o golo forasteiro e passou por algumas dificuldades no último quarto de hora deste primeiro tempo, em que acções protagonizadas por Lucas Tagliapietra e Edi Semedo ameaçaram a dilatação da contagem, mas a falta de pontaria e uma defesa de Bruno Bolas permitiram a diferença mínima para o período de descanso.

A etapa complementar teve um início movimentado, quer pelos problemas criados pelos locais ao guardião Caio Secco, quer pelas situações penafidelenses que obrigaram o guarda-redes Bruno Bolas a estar atento. Merece destaque o minuto 53, em que Gilberto cobrou um livre directo para uma defesa de grande nível de Caio Secco, que assim evitou a igualdade no "placard" do Estádio Santos Pinto. O emblema covilhanense voltou a ameaçar o empate na sequência de uma bola parada aos 66 minutos, quando Adams cabeceia por cima, com Caio Secco fora da jogada, depois de um canto assinado por Gilberto. Com as várias substituições operadas, o jogo perdeu alguma emoção e isso foi bom para os visitantes, que apresentaram-se mais fortes nos instantes finais, com Adriano Castanheira a dar um sinal de perigo aos 81 minutos, em que o seu remate passou a escassos centímetros do êxito. No entanto, mais eficaz foi outro dos recém-entrados forasteiros, neste caso Diogo Batista, que em zona frontal atirou certeiro para as redes locais, após uma jogada de Fábio Fortes, fixando assim o resultado em 0-2. A vitória nortenha só não foi mais concludente, porque aos 90+4 minutos, Bruno Bolas efectuou uma bela defesa a remate de Adriano Castanheira. Volvidos poucos momentos, o árbitro Flávio Lima deu o encontro como terminado, com o Sporting da Covilhã a somar o terceiro jogo consecutivo sem vencer na Segunda Liga, seguindo-se uma deslocação ao terreno do Farense na próxima jornada.

Texto: Eugénio Lopes.

Fotografia: Filipe Pinto - Foto Académica.

Ficha de jogo: https://www.ligaportugal.pt/pt/liga/jogo/20222023/ligaportugalsabseg/4/4

Actualizado em Sábado, 27 Agosto 2022 20:11
 

Comentar


Livro História SCC
.
fa

Livro História do Sporting Clube da Covilhã 1923-1990 disponível para aquisição na Foto Académica, localizada nas Escadas do Quebra Costas n.º 2 - Covilhã

ATLETAS
JOGADORES DE A a Z:
TREINADORES
OUTRAS FIGURAS
ENTREVISTAS
EVENTOS
CONTACTOS
OUTROS
REDES SOCIAIS

face

SPONSOR

Gigarte - Design e Comunicação

ESTATÍSTICA
Visualizações de conteúdos : 2847485