SC Covilhã 4 Caldas SC 0
Domingo, 11 Setembro 2011 17:42

Dominic avança com a bola

Em partida integrada na 2ª Eliminatória da Taça de Portugal, o Sporting Clube da Covilhã derrotou o Caldas Sport Clube por 4-0, num jogo que não teve as facilidades aparentemente demonstradas por um resultado tão desnivelado, realçando-se que todos os golos foram obtidos na segunda parte.

Os serranos apresentaram-se no relvado do Complexo Desportivo num esquema de 1x4x3x3, com Igor Araújo na baliza, acompanhado na defensiva por Zezinho, Aníbal Capela, Ricardo Rocha e Joel, ficando o meio campo entregue a Filipe Fernandes, Gabi e André Sousa, enquanto o ataque esteve composto por Fofana, Wang Gang e Dominic. A formação local entrou no encontro com uma postura dominadora, mas sem criar demasiados problemas à defensiva do Caldas, que esteve sempre atento ao contra ataque, como aconteceu aos 19 minutos, em que uma bola alta de Fábio Sabino passou muito perto das redes locais, com Igor Araújo fora de acção. O Covilhã percebeu que a tarefa não seria fácil e que o adversário não apresentava qualquer complexo por ser de escalão inferior, com o nulo a permanecer no marcador até ao período de descanso, apesar dos serranos terem assinado algumas ameaças à baliza opositora. Ao intervalo: 0-0.

Wang Gang entre dois adversários

Na etapa complementar, o treinador Tulipa alargou a frente de ataque com a entrada de Pedro Ribeiro e inverteu funções no lado esquerdo, passando Fofana para a defesa e avançando Joel no terreno. E não foi preciso esperar muito tempo para surgir o golo inaugural, visto que aos 47 minutos, o árbitro Jorge Sousa considerou que Tiago Santos (expulso por acumulação de amarelos) interceptou com o braço um cruzamento de Wang Gang, originando uma grande penalidade devidamente convertida por Gabi. Mesmo em inferioridade numérica, o Caldas reagiu à desvantagem e aos 51 minutos Igor Araújo teve que sair da baliza para evitar que Fábio Sabino tivesse sucesso. Este lance terá servido de alerta e os serranos desenvolveram duas jogadas em que estiveram perto de marcar, mas Marco Silva revelou-se atento entre os postes. Aos 62 minutos, o Covilhã também ficou reduzido a dez elementos, pois, André Sousa viu o segundo cartão amarelo, contribuindo para que os visitantes ficassem mais entusiasmados em busca da igualdade, mas esse objectivo desapareceu por completo aos 68 minutos, quando um cruzamento de Joel foi desviado por João Pinto para a sua própria baliza. A diferença de dois tentos retirou interesse à partida, no entanto, os derradeiros momentos até acabaram por ser movimentados, primeiro, com protagonismo a ambos os guarda-redes, que fizeram intervenções de grande dificuldade, depois, com mais dois golos covilhanenses: aos 90 minutos, na sequência de um livre lateral, Ricardo Rocha cabeceou com eficácia; e aos 90+3 minutos, um remate cruzado de Dominic fixou o resultado em 4-0. O Sporting da Covilhã segue assim para a próxima eliminatória da Taça de Portugal, contudo, o compromisso seguinte é para a Liga Orangina com a recepção ao Arouca.

Texto: Eugénio Lopes.

Fotografias: Filipe Pinto - Foto Académica.

Resumo do jogo: José Cavaca - Provideo>http://www.youtube.com/watch?v=KdT2FtWaFVk&feature=youtu.be

Actualizado em Quarta, 14 Setembro 2011 09:19
 

Comentar


Livro História SCC
.
fa

Livro História do Sporting Clube da Covilhã 1923-1990 disponível para aquisição na Foto Académica, localizada nas Escadas do Quebra Costas n.º 2 - Covilhã

ATLETAS
JOGADORES DE A a Z:
TREINADORES
OUTRAS FIGURAS
ENTREVISTAS
EVENTOS
CONTACTOS
OUTROS
REDES SOCIAIS

face

SPONSOR

Gigarte - Design e Comunicação

ESTATÍSTICA
Visualizações de conteúdos : 1893746