SC Covilhã 1 CD Santa Clara 0
Segunda, 03 Outubro 2011 08:57

Wang Gang avança com a bola

Contrariamente ao que tem sido habitual nas anteriores recepções ao Clube Desportivo Santa Clara, o Sporting Clube da Covilhã conseguiu (finalmente!) sair vencedor do jogo, fruto de um golo apontado pelo chinês Wang Gang aos 64 minutos.
A formação serrana apresentou-se em campo num esquema de 1x4x2x3x1, com Nuno Santos na baliza, acompanhado na defensiva por Zézinho, Aníbal Capela, Ricardo Rocha e Joel, ficando Milton e Gabi à sua frente, com Wang Gang, André Sousa e Fofana no apoio ao ponta de lança Pedro Ribeiro. O Covilhã entrou na partida de forma perigosa, visto que logo no minuto inicial, Pedro Ribeiro cabeceou para uma intervenção atenta de Stefanovic. No entanto, o jogo acabou por caminhar para características monótonas, sendo quase sempre disputado em terrenos intermediários, embora com uma ou outra jogada merecedora de atenção por parte dos guarda-redes, com maior destaque para o minuto 16, em que Fofana atirou para defesa de Stefanovic, e para o minuto 28, em que Sylvestre cabeceou para Nuno Santos segurar. Perante este cenário, nem foi de estranhar que o nulo fosse o resultado no final da primeira parte. Ao intervalo: 0-0.

Fofana pressionado por Nelson

Na etapa complementar, o encontro começou por manter a tendência lenta e pouco interessante, o que levou os treinadores a operarem algumas substituições na tentativa de alterar o rumo dos acontecimentos, com Tulipa a revelar-se mais feliz na opção de trocar André Sousa por Dani Matos aos 62 minutos, visto que o jogador recém entrado esteve na origem do único golo da partida. Decorria o minuto 64, quando Fofana colocou a bola em Dani Matos, que rubricou um belo pormenor técnico e atirou para defesa complicada de Stefanovic, sobrando a redonda para a recarga vitoriosa de Wang Gang, que cabeceou para o fundo das redes e provocou a alegria dos adeptos locais. A reacção dos açorianos não se fez esperar e assinaram três lances em que ameaçaram a igualdade: aos 70 minutos, em plena área, Paulo Grilo atirou para intervenção de Nuno
Santos; aos 71 minutos, Moreira rematou um pouco por cima da baliza serrana; e aos 76 minutos, de novo Moreira a acertar nas malhas laterais. Depois destes sustos, o Covilhã concentrou-se na sua missão defensiva e não permitiu mais ocasiões aos visitantes, tendo mesmo rubricado, perto do final do jogo, duas jogadas em que esteve próximo de aumentar a vantagem com remates de Gui e de Milton, que passaram a escassos centímetros das redes defendidas por Stefanovic. O derradeiro apito do árbitro Rui Costa assinalou o regresso do Sporting da Covilhã aos triunfos, conquistando três pontos que permitem sair da zona de despromoção da Liga Orangina, numa altura em que o campeonato vai parar duas semanas devido aos compromissos da Selecção Nacional e à Taça de Portugal.

Texto: Eugénio Lopes.

Fotografias: Filipe Pinto - Foto Académica.
Ficha de Jogo: http://www.lpfp.pt/liga_orangina/pages/jogo.aspx?epoca=20112012&jornada=6&jogo=7108

Resumo: José Cavaca - Provideo

 

Actualizado em Segunda, 03 Outubro 2011 09:17
 

Comentar


Livro História SCC
.
fa

Livro História do Sporting Clube da Covilhã 1923-1990 disponível para aquisição na Foto Académica, localizada nas Escadas do Quebra Costas n.º 2 - Covilhã

ATLETAS
JOGADORES DE A a Z:
TREINADORES
OUTRAS FIGURAS
ENTREVISTAS
EVENTOS
CONTACTOS
OUTROS
REDES SOCIAIS

face

SPONSOR

Gigarte - Design e Comunicação

ESTATÍSTICA
Visualizações de conteúdos : 1836259