SC Covilhã 0 GD Estoril Praia 1
Domingo, 22 Janeiro 2012 00:00

Joel em perseguição de Licá

O ano 2012 ainda não trouxe qualquer triunfo ao Sporting Clube da Covilhã, que nesta jornada foi derrotado pelo Grupo Desportivo Estoril Praia por 0-1, elevando assim para três o número de jogos consecutivos sem alcançar uma vitória.

Os serranos apresentaram-se no relvado do Complexo Desportivo num esquema de 1x4x3x3, com Nuno Santos na baliza, acompanhado na defensiva por Aníbal Capela, Gégé, Ricardo Rocha e Joel, com o meio campo ocupado por Idris, Filipe Fernandes e Gabi, enquanto o ataque ficou entregue a André Sousa, Fofana e Dominic. A partida teve um começo animado, com ambas as formações a procurarem acertar na baliza contrária, merecendo destaque, por exemplo, estas duas acções: aos 10 minutos, Filipe Fernandes surgiu diante de Vagner, mas permitiu a defesa do guardião brasileiro, com a bola a sobrar para Dominic, que proporcionou nova intervenção de Vagner; e aos 14 minutos, um remate rasteiro de João Coimbra obrigou Nuno Santos a uma defesa atenta para canto. A partir do quarto de hora, o encontro perdeu emoção e passou a ser disputado essencialmente na zona intermediária, o que impossibilitou qualquer ameaça ao nulo registado no marcador, numa situação que se prolongou até ao tempo de descanso. Ao intervalo: 0-0.

Nuno Santos vai recolher a bola perante Aníbal Capela e Adilson

Na segunda parte, o Covilhã tentou encostar o líder da Liga Orangina a terrenos mais recuados, mas o certo é que foi o Estoril a chegar ao golo aos 55 minutos, quando Licá conduziu e concluiu um contra ataque pelo lado esquerdo. O treinador Tulipa não demorou a mexer na equipa, procurando dinamizar a ala direita atacante com a entrada de Zezinho, mas não foi feliz, visto que este jogador teve que ser substituído volvidos alguns minutos após um choque de cabeça com um opositor. Dani Matos ocupou então o lugar de Zezinho, realizando-se também a troca de Filipe Fernandes por Pedro Ribeiro, numa tentativa de alargar a frente de ataque. Contudo, até foram os visitantes que estiveram perto de aumentar a vantagem aos 66 minutos, mas Nuno Santos opôs-se bem ao “chapéu” assinado por Adilson. A resposta serrana quase valeu o empate aos 68 minutos, pois, Dominic ficou sozinho perante Vagner, mas atirou ao lado para desespero dos adeptos locais. A partir deste lance, jamais a defensiva do Estoril permitiu protagonismo aos covilhanenses, que nunca apresentaram soluções para as dificuldades criadas pelos visitantes, mesmo recorrendo à presença do defesa central Gégé no ataque. Perante tal cenário, o 0-1 acabou mesmo por ser o resultado final, com o Covilhã a ficar mais envolvido na luta pela fuga aos lugares indesejáveis, seguindo-se uma deslocação ao terreno do União da Madeira.

Texto: Eugénio Lopes.

Fotografias: Filipe Pinto - Foto Académica.

Ficha de Jogo: http://www.lpfp.pt/liga_orangina/pages/jogo.aspx?epoca=20112012&jornada=16&jogo=7033

 

Actualizado em Segunda, 23 Janeiro 2012 10:15
 

Comentar


Livro História SCC
.
fa

Livro História do Sporting Clube da Covilhã 1923-1990 disponível para aquisição na Foto Académica, localizada nas Escadas do Quebra Costas n.º 2 - Covilhã

ATLETAS
JOGADORES DE A a Z:
TREINADORES
OUTRAS FIGURAS
ENTREVISTAS
EVENTOS
CONTACTOS
OUTROS
REDES SOCIAIS

face

SPONSOR

Gigarte - Design e Comunicação

ESTATÍSTICA
Visualizações de conteúdos : 1734720