SC Covilhã 1 Atlético CP 0
Domingo, 02 Setembro 2012 00:00

Fabrício pressionado por Luís Dias

A quinta jornada da Segunda Liga trouxe a primeira vitória do Sporting Clube da Covilhã na competição, visto que um golo de Fabrício, aos 75 minutos, foi suficiente para derrotar o Atlético Clube de Portugal, numa partida que melhorou bastante após o período de descanso.

Os locais apresentaram-se em campo num esquema de 1x3x4x1x2, com Jorge Baptista na baliza, estando à sua frente Edgar, Gaspar e Ricardo Rocha, ficando a zona intermediária entregue a Dani Matos, Gilberto, Nené e Pimenta, com Tarcísio mais perto dos avançados Carlos Manuel e Fabrício. Apesar da presença incómoda do vento, o encontro até teve um início prometedor, pois, aos 4 minutos, Lito rematou forte para uma boa intervenção de Jorge Baptista, e aos 6 minutos, Gaspar cabeceou por alto em plena área lisboeta. Com o avançar do relógio, o jogo foi perdendo interesse, tornando-se mesmo muito fraco, com os serranos quase sempre com a bola, mas sem argumentos para ultrapassar a defensiva adversária, e com o Atlético a defender bem, contudo, sem mais ambição do que aguardar por um deslize dos locais, por isso, o nulo era um espelho da realidade evidenciada em campo. Ao intervalo: 0-0.

Edgar e Lito lutam pela posse de bola

Na etapa complementar, nem foi preciso esperar muito tempo para perceber-se que o cenário estava completamente diferente, visto que logo nos momentos iniciais, os covilhanenses tiveram uma sucessão de acções perigosas: Dani Matos, em posição muito favorável, atirou contra um defensor da formação de Alcântara; na sequência do canto, Gaspar não conseguiu cabecear para as redes visitantes com Filipe Leão já batido; e Fabrício rematou por cima já na grande área adversária, após um bom passe de Carlos Manuel. Aos 57 minutos, o técnico Filipe Moreira procurou dar maior dinâmica ao ataque, colocando em campo João Rodrigues, porém, a baliza do Atlético continuava a ser um alvo de difícil acerto, e que o diga Tarcísio, que viu o seu cabeceamento passar ligeiramente por cima das redes de Filipe Leão. O Covilhã procurava claramente o triunfo e o treinador Filipe Moreira teve mesmo que vir para a pista de atletismo pedir o apoio do público, num gesto que resultou na perfeição aos 75 minutos, senão veja-se: um remate de Pimenta obrigou Filipe Leão a uma espectacular defesa para canto, na sequência do qual, e com os adeptos a gritarem “Covilhã, Covilhã, Covilhã”, Fabrício desviou de cabeça para o fundo das malhas lisboetas, assinando assim o único golo do jogo e provocando uma explosão de alegria no Complexo Desportivo. A reacção do Atlético foi pouco convincente e apenas um remate cruzado de Vítor Moreno causou alguma preocupação nas hostes serranas, que após o derradeiro apito de Cosme Machado puderam celebrar a primeira vitória no campeonato, que agora vai ter um interregno de duas semanas, voltando com o Sporting da Covilhã a deslocar-se ao terreno do Marítimo B .

Texto: Eugénio Lopes.

Fotografias: Filipe Pinto - Foto Académica.

Ficha de Jogo: http://www.lpfp.pt/segunda_liga/pages/jogo.aspx?epoca=20122013&jornada=5&jogo=7661

Actualizado em Segunda, 03 Setembro 2012 12:22
 

Comentar


Livro História SCC
.
fa

Livro História do Sporting Clube da Covilhã 1923-1990 disponível para aquisição na Foto Académica, localizada nas Escadas do Quebra Costas n.º 2 - Covilhã

ATLETAS
JOGADORES DE A a Z:
TREINADORES
OUTRAS FIGURAS
ENTREVISTAS
EVENTOS
CONTACTOS
OUTROS
REDES SOCIAIS

face

SPONSOR

Gigarte - Design e Comunicação

ESTATÍSTICA
Visualizações de conteúdos : 2118754