SC Covilhã 1 CF União da Madeira 1 (3-4 nas penalidades)
Domingo, 23 Julho 2017 00:00

Reinildo e Flávio Silva disputam a posse de bola

No primeiro encontro oficial da época 2017/2018, o Sporting Clube da Covilhã ficou logo afastado da Taça CTT, visto que no desempate por pontapés da marca de grande penalidade o Clube de Futebol União da Madeira revelou-se mais certeiro, aliás, os serranos já haviam desperdiçado um castigo máximo no tempo regulamentar, que terminou com um empate a uma bola.

O conjunto covilhanense apresentou-se em campo num esquema de 1x4x2x3x1, com São Bento na baliza, acompanhado na defensiva por Renato Reis, João Dias, Joel e Reinildo, ficando Gilberto e Makouta mais recuados no meio campo, com Fatai, Fábio Martins e Bilel no apoio ao avançado Adul Seidi. O jogo começou muito mal para a equipa local, pois, sofreu o golo inaugural logo aos 2 minutos, quando após um cruzamento da direita, a bola ficou jogável na área serrana, com Gonçalo Abreu a rematar colocado, empurrando assim o União para a liderança do marcador. O Covilhã não demorou a reagir e aos 6 minutos Fábio Martins deu um primeiro aviso às hostes madeirenses, mas o seu remate acabou por ser desviado para canto por um adversário. E aos 18 minutos, os serranos tiveram mesmo a maior de todas as oportunidades para chegarem ao empate, visto que Allef derrubou Adul Seidi em plena grande área, com o árbitro Bruno Rebocho a assinalar o respectivo pontapé de penálti, só que Bilel atirou para intervenção do guardião Tony, que desta forma segurou a vantagem para a formação madeirense. Este lance trouxe maior motivação aos visitantes, que até ao período de descanso ameaçaram por duas vezes a baliza anfitriã, com São Bento a defender bem a primeira destas tentativas e Reinildo a impedir que Flávio Silva cabeceasse com êxito na segunda ocasião. Ao intervalo: 0-1.

Makouta procura travar a progressão de Gonçalo Abreu

Na segunda parte, a melhor entrada pertenceu ao emblema covilhanense, que alcançou o tento da igualdade aos 48 minutos, com Fatai a cruzar da direita para o desvio triunfal de Adul Seidi, provocando visíveis festejos na bancada do Complexo Desportivo. Os locais pressionaram em busca da vitória, mas pela frente tiveram um opositor bem organizado, que não permitiu demasiadas situações de perigo junta das suas redes, salientando-se também o facto do treinador Filipe Gouveia estar bastante limitado em mexidas no onze, visto que tinha somente quatro suplentes, um deles guarda-redes. Porém, e até final do encontro, cada uma das equipas teve uma oportunidade para resolver assunto no tempo regulamentar: aos 79 minutos, um cabeceamento de Adul Seidi possibilitou uma defesa atenta a Tony; e aos 87 minutos, Júnior surgiu sozinho na área serrana, mas não fez melhor do que colocar a bola nas mãos de São Bento. No desempate da marca de grande penalidade, São Bento defendeu o remate de Micael, mas não travou o sucesso das transformações de Gonçalo Abreu, Júnior, Henrique e Marakis, enquanto do lado covilhanense marcaram correctamente Joel, Fatai e Renato Reis, contudo, Amadu Turé permitiu a defesa de Tony e Adul Seidi atirou ao lado, sorrindo assim o triunfo ao União da Madeira por 3-4. Com a eliminação da Taça da Liga, o Sporting da Covilhã foca agora as suas atenções na jornada de abertura da Segunda Liga, que está agendada para o primeiro fim de semana de Agosto.

Texto: Eugénio Lopes.

Fotografias: Filipe Pinto - Foto Académica.

Ficha de Jogo: http://ligaportugal.pt/pt/liga/jogo/20172018/tacactt/1/1

Actualizado em Segunda, 24 Julho 2017 09:20
 

Comentar


Livro História SCC
.
fa

Livro História do Sporting Clube da Covilhã 1923-1990 disponível para aquisição na Foto Académica, localizada nas Escadas do Quebra Costas n.º 2 - Covilhã

ATLETAS
JOGADORES DE A a Z:
TREINADORES
OUTRAS FIGURAS
ENTREVISTAS
EVENTOS
CONTACTOS
OUTROS
REDES SOCIAIS

face

SPONSOR

Gigarte - Design e Comunicação

ESTATÍSTICA
Visualizações de conteúdos : 1275193