SC Covilhã 1 FC Famalicão 1
Domingo, 17 Setembro 2017 00:00

Raul Almeida progride para a área visitante

O treinador José Augusto estreou-se ao serviço do Sporting Clube da Covilhã com um empate a uma bola na recepção ao Futebol Clube de Famalicão, numa partida em que os locais ainda estiveram em vantagem no marcador devido ao belo golo apontado por Raul Almeida aos 47 minutos, mas volvidos cerca de dez minutos Jorge Miguel repôs a igualdade que perduraria até ao final do encontro.

O emblema covilhanense apresentou-se em campo num esquema de 1x4x2x3x1, com Igor Rodrigues na baliza, acompanhado na defensiva por Renato Reis, Zarabi, Joel e Paulo Henrique, ficando Djikiné e Diarra mais recuados no meio campo, com Fatai, Raul Almeida e Reinildo no apoio ao avançado Hudson. Os serranos entraram no jogo com maior vocação ofensiva e aos 7 minutos criaram o primeiro lance perigoso para a baliza minhota, com Fatai a efectuar um remate cruzado que obrigou o guardião Leo a uma boa defesa para canto. No entanto, passado pouco tempo já a partida estava equilibrada e sem grandes motivos de interesse, visto que a bola rolava essencialmente pela zona intermediária, porém, o cenário mudou a meio da etapa inaugural, com o encontro a ganhar movimento e a emoção a ser presença mais assídua no Complexo Desportivo, destacando-se duas acções para cada equipa: aos 27 minutos, Jaime Poulson cebeceou para uma defesa segura de Igor Rodrigues; aos 32 minutos, Renato Reis cruzou da direita para um desvio de cabeça de Hudson fazer a redonda passar ao lado da baliza visitante; aos 36 minutos, novo cabeceamento de Jaime Poulson, desta vez para intervenção de Igor Rodrigues a meias com a barra; e aos 40 minutos, Paulo Henrique cobrou um livre que levou a bola a passar ligeiramente por cima das redes minhotas. Ao intervalo: 0-0.

Serranos e minhotos lutam pela posse de bola

No segundo tempo, os comandados de José Augusto inauguraram o marcador logo nos momentos iniciais através de Raul Almeida, que assinou um golo de bela execução a coroar uma jogada elaborada pelo próprio. O Covilhã sentiu-se mais confortável no jogo e ameaçou dilatar a contagem aos 52 minutos, quando Fatai atirou para uma boa intervenção do guarda-redes Leo, contudo, foi neste período que os serranos permitiram a igualdade, com um bom passe de Feliz a isolar Jorge Miguel diante do guardião local, rematando o defesa esquerdo nortenho com êxito para gáudio dos adeptos forasteiros. O conjunto covilhanense sentiu o tento sofrido e revelou dificuldades em incomodar seriamente a defensiva opositora, enquanto o Famalicão se apresentou mais motivado para o final do jogo, mas também sem criar lances de perigo, comuma pequena excepção de um livre longo de Feliz que obrigou Igor Rodrigues a ceder um pontapé de canto. Com este enquadramento, a quebra do empate esteve longe de ser uma possibilidade, com o derradeiro apito do árbitro Vasco Santos a sentenciar o 1-1 como resultado final, somando a formação serrana o quarto jogo consecutivo sem vencer na Ledman LigaPro, descendo assim ao penúltimo lugar da tabela classificativa. Na próxima semana, o campeonato dá lugar à Taça de Portugal, com o Sporting da Covilhã a deslocar-se ao terreno do Vizela, que é uma das fortes equipas do terceiro escalão.

Texto: Eugénio Lopes.

Fotografias: Filipe Pinto - Foto Académica.

Ficha de Jogo: http://ligaportugal.pt/pt/liga/jogo/20172018/ledmanligapro/7/3

Actualizado em Segunda, 18 Setembro 2017 09:11
 

Comentar


Livro História SCC
.
fa

Livro História do Sporting Clube da Covilhã 1923-1990 disponível para aquisição na Foto Académica, localizada nas Escadas do Quebra Costas n.º 2 - Covilhã

ATLETAS
JOGADORES DE A a Z:
TREINADORES
OUTRAS FIGURAS
ENTREVISTAS
EVENTOS
CONTACTOS
OUTROS
REDES SOCIAIS

face

SPONSOR

Gigarte - Design e Comunicação

ESTATÍSTICA
Visualizações de conteúdos : 1304510