História do Sporting Clube da Covilhã
Sabores e Saberes da Beira Baixa
Sábado, 16 Dezembro 2017 20:02

Sabores_0 Sabores_2

Saiba mais sobre o Sporting da Covilhã pedindo aqui https://goo.gl/forms/f7IlcNkStKBgIrlw2 o livro “História do Sporting Clube da Covilhã 1923-1990” e faça um passeio pelas memórias.
Conheça o nosso blog em https://saboresesaberesdabeirabaixa.blogspot.pt/
#sportingclubedacovilhã #futebol #históriaetradição

Sabores_1 Sabores_3

 
Sugestão de um Presente de Natal
Quinta, 14 Dezembro 2017 13:34

24312668_508985616138337_1589814573900552573_n

Actualizado em Quinta, 14 Dezembro 2017 13:35
 
Jaime Graça
Terça, 12 Dezembro 2017 00:00

O guineense Jaime Graça chegou ao futebol português para representar o CD Estarreja, envergando posteriormente a camisola de diversos clubes, em concreto, Rio Ave (onde assinou boas épocas na 1ª Divisão Nacional), Tirsense, União de Coimbra, Boavista e FC Felgueiras, antes de ser apresentado como reforço do Sporting da Covilhã para a temporada 1989/1990. Jaime Graça jogava preferencialmente a extremo direito, revelando uma velocidade notável e um apurado sentido de baliza, apontando onze golos na única época em que esteve ao serviço do emblema serrano, que até nem acabou muito bem a nível colectivo, visto que o nosso clube não foi além do 10º lugar na Zona Centro da 2ª Divisão Nacional e perdeu o acesso à edição inaugural da 2ª Divisão de Honra. Jaime Graça regressou depois ao FC Felgueiras, representando ainda Dragões Sandinenses, GD Vilar e Aguçadoura FC, antes de dar por concluída a carreira futebolística. Que outras recordações permanecem das exibições de Jaime Graça?

Actualizado em Terça, 12 Dezembro 2017 09:38
 
SC Covilhã 2 CF União da Madeira 0
Domingo, 10 Dezembro 2017 00:00

Fatai e Djikiné pressionam Marakis

Numa manhã de chuva e de vento, o Sporting Clube da Covilhã regressou aos triunfos na Ledman LigaPro depois de quatro jornadas consecutivas sem ganhar, vencendo o Clube de Futebol União da Madeira no Estádio José Santos Pinto por 2-0, com golos apontados por Adul Seidi aos 44 minutos e Fatai aos 73 minutos, este último na transformação de um pontapé de penálti.

O onze serrano apresentou-se em campo num esquema de 1x4x2x3x1, com Igor Rodrigues na baliza, acompanhado na defensiva por João Dias, Gerson, Zarabi e Paulo Henrique, ficando Djikiné e Gilberto mais recuados no meio campo, com Renato Reis, Raul Almeida e Fatai no apoio ao avançado Adul Seidi. Os comandados de José Augusto entraram bem no jogo e aos 5 minutos chegaram mesmo a introduzir a bola na baliza madeirense por Raul Almeida, mas o árbitro Cláudio Pereira já havia assinalado um fora de jogo a Fatai. Os locais continuaram a dominar o encontro e eram a única equipa a criar lances de perigo, como aconteceu aos 18 minutos, em que o remate rasteiro de Adul Seidi obrigou o guardião Tony a uma defesa de recurso. Aos 23 minutos, o cenário complicou-se ainda mais para o União, pois, Allef derrubou Raul Almeira quando este seguia sozinho para a área forasteira, sendo expulso com cartão vermelho directo. Em inferioridade numérica, o conjunto madeirense reforçou a preocupação defensiva e as dificuldades atacantes aumentaram para os covilhanenses, que somente voltaram a perturbar seriamente Tony aos 43 minutos na cobrança de um livre por Raul Almeida. No entanto, no minuto seguinte, o marcador seria inaugurado para as hostes locais, com Adul Seidi a cabecear em plena área um cruzamento de João Dias na direita, provocando a primeira manifestação de alegria nos adeptos serranos. Ao intervalo: 1-0.

Disputa intensa numa manhã de temporal

No segundo tempo, o União teve o mérito de procurar alcançar o empate, mesmo condicionado por jogar apenas com dez unidades, porém, sem nunca apresentar argumentos que colocassem a vantagem serrana em sérios riscos, com o Covilhã a revelar uma defensiva bem sólida e uma postura sempre atenta a um contra ataque que possibilitasse o aumento da contagem. E o 2-0 acabou por ser uma realidade aos 73 minutos, visto que o árbitro considerou que Mica Pinto empurrou Renato Reis na área madeirense, assinalando um castigo máximo que foi convertido em golo por Fatai. Com este tento instalou-se a sensação de que a partida estava resolvida, o que veio mesmo a confirmar-se, apesar de algumas acções protagonizadas pelas duas equipas que poderiam ter alterado o desfecho do encontro, embora com o emblema serrano sempre no controlo dos acontecimentos. Com esta vitória, o Sporting da Covilhã deixou o seu adversário deste jogo a cinco pontos de diferença, tendo o União mais uma jornada disputada, seguindo-se uma deslocação a Coimbra para a partida com a Académica, uma das formações envolvida na luta pelos lugares de subida de divisão.

Texto: Eugénio Lopes.

Fotografias: Filipe Pinto - Foto Académica.

Ficha de Jogo: http://ligaportugal.pt/pt/liga/jogo/20172018/ledmanligapro/16/3

Actualizado em Segunda, 11 Dezembro 2017 10:20
 
Vítor Gonçalves
Terça, 05 Dezembro 2017 00:00

Vítor Gonçalves iniciou a actividade futebolística no emblema lisboeta CF Santa Catarina, rumando depois ao Linda-a-Pastora SC, onde as suas exibições no meio campo possibilitaram a contratação pelo Atlético CP, chegando posteriormente ao Sporting CP, que representou durante sete épocas, nas quais conquistou um Campeonato Nacional e uma Taça de Portugal, sendo mesmo internacional AA por Portugal em dois jogos. Vítor Gonçalves ainda envergou a camisola do União de Tomar como jogador, mas a sua ligação ao futebol continuou depois como treinador, sendo para essa função contratado pelo Sporting da Covilhã na temporada 1975/1976, com o nosso clube a disputar a Zona Norte da 2ª Divisão Nacional. Vítor Gonçalves assumiu o comando técnico da equipa covilhanense na 6ª jornada do campeonato, ajudando a que a época terminasse com a manutenção no escalão secundário, alcançada através do 12º lugar na classificação final. A carreira de Vítor Gonçalves prosseguiu por diversos emblemas a nível nacional, existindo certamente memórias da sua presença nos meios futebolístico, quer como jogador, quer como treinador…

Actualizado em Terça, 05 Dezembro 2017 11:03
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 1 de 145
Livro História SCC
.
fa

Livro História do Sporting Clube da Covilhã 1923-1990 disponível para aquisição na Foto Académica, localizada nas Escadas do Quebra Costas n.º 2 - Covilhã

ATLETAS
JOGADORES DE A a Z:
TREINADORES
OUTRAS FIGURAS
ENTREVISTAS
EVENTOS
CONTACTOS
OUTROS
REDES SOCIAIS

face

SPONSOR

Gigarte - Design e Comunicação

ESTATÍSTICA
Visualizações de conteúdos : 1303463