História do Sporting Clube da Covilhã
Varzim SC 1 SC Covilhã 0
Domingo, 08 Dezembro 2019 00:00

O Sporting Clube da Covilhã saiu derrotado pela margem mínima na visita ao terreno do Varzim Sport Club, sendo assim ultrapassado pelo seu adversário na tabela classificativa da LigaPro, ocupando agora o 6º lugar, após o quinto jogo consecutivo sem vencer nesta competição.

O onze orientado pelo técnico Ricardo Soares revelou-se mais forte durante a primeira parte, em que foi a equipa que procurou com maior frequência o tento inaugural, merecendo destaque o lance ocorrido aos 27 minutos, em que o livre directo apontado por Gilberto foi devolvido pela barra da baliza defendida por Serginho. No entanto, e apesar da supremacia covilhanense, o nulo não foi desfeito até ao período de repouso. Ao intervalo: 0-0.

No segundo tempo, o emblema poveiro apresentou-se mais forte e criou alguns problemas ao sector recuado dos visitantes, conseguindo acções perigosas para as redes protegidas pelo guardião Carlos Henriques, com saliência para um remate de Minhoca e para um desvio oportuno de Leonardo Ruiz. Já do lado dos serranos, a aposta estava mais centrada no contra ataque, destacando-se iniciativas de Jean Batista e de Kukula que quase provocaram os festejos nas hostes forasteiras. E quando o nulo parecia ser o desfecho deste encontro, eis que aos 89 minutos, o inglês Lumeka entrega os três pontos ao Varzim, desviando com êxito a bola cruzada na sequência de um livre. Volvidos alguns instantes, o árbitro João Gonçalves deu a partida como terminada com o resultado final de 1-0. No próximo domingo, o Sporting da Covilhã recebe a Académica de Coimbra em jogo a contar para a 13ª jornada da Segunda Liga.

Texto: Eugénio Lopes.

Ficha de jogo: https://ligaportugal.pt/pt/liga/jogo/20192020/ligapro/12/9

Actualizado em Domingo, 08 Dezembro 2019 23:20
 
SC Covilhã 1 SL Benfica 1
Terça, 03 Dezembro 2019 00:00

Covilhanenses e benfiquistas disputam a redonda

Grande exibição do Sporting Clube da Covilhã na recepção ao Sport Lisboa e Benfica, em jogo integrado na 2ª jornada do Grupo B da Taça da Liga, no qual a vitória esteve perto de sorrir às nossas cores, visto que somente aos 82 minutos aconteceu o golo que anulou a vantagem serrana proporcionada pelo tento de Bonani.

O emblema covilhanense apresentou-se em campo com Bruno Bolas na baliza, acompanhado na defensiva por Jaime Simões, Brendon, Zarabi e Joel Vital, estando o meio campo entregue a Gilberto, Adriano Castanheira, Mica e Jean Batista, ficando a frente de ataque sob a responsabilidade de Bonani e Abdoulaye Daffé. Boa entrada dos locais nesta partida, pois, logo aos 4 minutos, Adriano atirou uma boa intervenção do guarda-redes Zlobin. A resposta lisboeta não se fez esperar e aos 11 minutos, na sequência de um canto, Gedson cabeceou à barra da baliza de Bruno Bolas. Aos 22 minutos, os benfiquistas reclamaram um castigo máximo, mas o árbitro Rui Oliveira não viu qualquer falta de Bruno Bolas sobre De Tomás. O avançado espanhol De Tomás voltou a ser protagonista aos 30 minutos, quando rematou para uma defesa eficaz de Bruno Bolas. Já com o tempo de descanso a aproximar-se, o perigo rondou as redes visitantes, com o remate de Adriano a passar um pouco por cima do desejado alvo. Ao intervalo: 0-0.

Na segunda parte, os comandados de Ricardo Soares inauguraram o marcador logo na jogada inicial por intermédio de Bonani, que aproveitou alguma confusão na defensiva encarnada para ficar isolado e atirar fora do alcance de Zlobin. Os pupilos de Bruno Lage sentiram o golo sofrido e demoraram a agarrar o jogo, destacando-se apenas dois cruzamentos de Nuno Tavares que levaram a bola ao lado exterior do poste, em lances devidamente controlados por Bruno Bolas. Maior ameaça veio da cabeça do brasileiro Vinícius aos 66 minutos, em que a bola passou ao lado da baliza serrana. A formação covilhanense sentia mais dificuldades em sair para o ataque, porém, aos 80 minutos esteve perto de aumentar a contagem por Adriano, que viu o seu remate desviado por Rúben Dias e quase entrar na baliza forasteira. O resultado final acabou por ser fixado aos 82 minutos por Jota, que atirou certeiro após um livre lateral e assinou o 1-1. O mesmo jogador ameaçou desfazer a igualdade aos 89 minutos, mas desta vez Jota rematou ao lado. Volvidos alguns minutos, o jogo terminou e o 1-1 foi muito aplaudido pelos adeptos covilhanenses, que reconheceram o esforço dos seus jogadores, ao conseguirem um desfecho que permite continuarem a sonhar com a presença na "final four" da competição. No próximo domingo, o Sporting da Covilhã volta ao campeonato para uma deslocação ao terreno do Varzim.

Texto: Eugénio Lopes.

Fotografia: Filipe Pinto - Foto Académica.

Ficha de jogo: https://ligaportugal.pt/pt/liga/jogo/20192020/allianzcup/4/3

Actualizado em Quarta, 04 Dezembro 2019 10:25
 
Vicente
Segunda, 02 Dezembro 2019 00:00

Concluídos os escalões de formação no Sporting CP, Vicente foi emprestado ao Sporting da Covilhã na temporada 1964/1965, com o nosso clube a militar na Zona Norte da 2ª Divisão Nacional, sendo um reforço para o sector intermediário. A equipa serrana não foi além do 7º lugar na classificação final do escalão secundário, mas a época ainda teve alguns momentos positivos, com Vicente a destacar-se na Taça Ribeiro dos Reis, onde apontou cinco golos nos sete jogos que os covilhanenses disputaram na competição. A carreira de Vicente prosseguiu depois por diversos emblemas, nomeadamente, Académico de Viseu, Atlético CP (no qual teve oportunidade de competir na 1ª Divisão Nacional), Sintrense, GD Peniche, Tramagal SU, Estrela de Portalegre e Sacavenense. Que recordações persistem das jogadas de Vicente no meio campo serrano?

Actualizado em Segunda, 02 Dezembro 2019 21:11
 
SC Covilhã 1 CD Feirense 2
Sexta, 29 Novembro 2019 00:00

Rodrigues cercado por jogadores fogaceiros

O Sporting Clube da Covilhã recebeu nesta jornada o Clube Desportivo Feirense e foi derrotado por 1-2, somando assim o quarto jogo consecutivo sem saborear um triunfo na LigaPro, isto, numa partida em que até esteve a vencer devido ao golo inaugural de Adriano Castanheira aos 26 minutos.

O emblema serrano apresentou-se em campo com Carlos Henriques na baliza, acompanhado na defensiva por Jaime Simões, Brendon, Zarabi e Daniel Martins, estando o meio campo entregue a Rodrigues, Rodrigo António, Gilberto e Adriano Castanheira, ficando a frente de ataque sob a responsabilidade de Bonani e Kukula. A fase inicial deste encontro caracterizou-se por pouca emoção, visto que a bola esteve quase sempre em terrenos intermediários, sem grandes perigos junto de ambas as balizas. O jogo apenas foi desbloqueado aos 26 minutos, quando Bonani isolou Adriano e este assinou o toque que levou a redonda para as redes forasteiras, originando os festejos dos adeptos locais. A reacção do Feirense não demorou a acontecer, com o guardião Carlos Henriques chamado a uma boa intervenção na sequência de um livre directo aos 29 minutos. No entanto, volvidos alguns momentos, o guarda-redes serrano foi impotente para travar o remate cruzado de Fábio Espinho, que deparecesta forma colocou o empate no marcador. O Covilhã tentou regressar a uma posição de vantagem ainda antes do intervalo, mas as tentativas de Gilberto, Kukula e Adriano não tiveram o sucesso desejado pelas hostes anfitriãs. Ao intervalo: 1-1.

Na segunda parte, os pupilos de Ricardo Soares continuaram com maior tendência atacante e aos 61 minutos estiveram muito perto do golo, quando após um livre apontado por Daniel Martins apareceu Kukula a desviar a redonda para o poste da baliza fogaceira. Com o progredir do relógio, a formação covilhanense foi perdendo fulgor e o perigo começou a ser uma raridade junto das redes de Caio Secco, com a igualdade bem encaminhada para não ser quebrada. Contudo, os comandados de Filipe Rocha foram avançando no relvado com mais frequência e conseguiram mesmo o tento da vitória aos 82 minutos, com o experiente Vítor Silva a cobrar com êxito um livre directo, apesar do esforço de Carlos Henriques para evitar esse destino. Os serranos bem procuraram impedir a derrota, mas tal acabou por não ser possível, com o derradeiro apito do árbitro António Nobre a selar o 1-2 como desfecho da partida. O Sporting da Covilhã volta a competir na terça-feira, desta vez para a Taça da Liga, ao receber o SL Benfica no Estádio Santos Pinto.

Texto: Eugénio Lopes.

Fotografia: Filipe Pinto - Foto Académica.

Ficha de jogo: https://ligaportugal.pt/pt/liga/jogo/20192020/ligapro/11/6

Actualizado em Sexta, 29 Novembro 2019 21:57
 
Paulico
Terça, 26 Novembro 2019 00:00

Paulico começou a jogar futebol federado no Académico do Fundão, rumando depois aos iniciados do Sporting da Covilhã, onde cumpriu os restantes escalões de formação e ascendeu ao nível sénior. Na época 2009/2010, ainda com idade júnior, Paulico foi chamado ao plantel principal do emblema serrano, no qual permaneceu para a temporada seguinte, agora já com oportunidade de participar em jogos oficiais com a camisola covilhanense, sendo posteriormente emprestado ao Benfica e Castelo Branco a meio da época. De regresso aos serranos, o médio Paulico teve maior protagonismo e permaneceu no nosso clube até meados da temporada 2013/2014, altura em que passou a representar o Águias do Moradal, prosseguindo a carreira na AD Estação, Prainha e Vitória do Pico, antes de voltar ao conjunto covilhanense na época 2018/2019. No total, Paulico participou até este momento em 39 encontros oficiais com as cores serranas, tendo actuado o resto da temporada passada no CD Alcains, existindo de certeza memórias interessantes das suas exibições com o nosso emblema…  


Actualizado em Terça, 26 Novembro 2019 09:38
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 1 de 181
Livro História SCC
.
fa

Livro História do Sporting Clube da Covilhã 1923-1990 disponível para aquisição na Foto Académica, localizada nas Escadas do Quebra Costas n.º 2 - Covilhã

ATLETAS
JOGADORES DE A a Z:
TREINADORES
OUTRAS FIGURAS
ENTREVISTAS
EVENTOS
CONTACTOS
OUTROS
REDES SOCIAIS

face

SPONSOR

Gigarte - Design e Comunicação

ESTATÍSTICA
Visualizações de conteúdos : 1895651