História do Sporting Clube da Covilhã
SL Benfica B 4 SC Covilhã 0
Domingo, 18 Setembro 2022 00:00

O Sporting Clube da Covilhã continua a atravessar um mau momento nesta edição da Segunda Liga, visto que nesta jornada foi goleado (4-0) pela equipa B do Sport Lisboa e Benfica, num jogo em que sofreu dois golos logo no quarto de hora inicial.

A formação benfiquista entrou muito forte nesta partida e não demorou a causar problemas ao sector defensivo dos serranos, com as intenções locais a terem duplo reflexo no marcador em curto espaço de tempo: aos 8 minutos, Henrique Araújo trabalhou bem a redonda perante os opositores para aparecer diante de Bruno Bolas, atirando depois fora do alcance do guardião visitante; e aos 13 minutos, Henrique Pereira efectuou um passe para Rodrigo Pinho ter êxito na finalização e colocar de imediato dois golos de diferença no "placard" do Campus do Seixal. A reacção dos pupilos de Leonel Pontos não foi muito convincente e o SL Benfica B continuou a ameaçar com frequência as redes adversárias, com destaque para uma acção de Rodrigo Pinho e outra de Henrique Pereira, esta última bem defendida por Bruno Bolas. O lance mais perigoso do onze covilhanense aconteceu ao minuto 34, quando Kukula obrigou o guarda-redes Samuel Soares a duas defesas para evitar a redução da desvantagem por parte dos serranos. Se o cenário já estava complicado para os forasteiros, pior ficou a partir dos 39 minutos, pois, o árbitro David Silva mostrou o segundo amarelo a Kukula e expulsou-o do jogo, deixando o SC Covilhã reduzido a dez unidades ainda antes do período de descanso.

A segunda parte começou praticamente com mais um golo encarnado, agora assinado por Henrique Pereira, após uma boa jogada com Rodrigo Pinho, aumentando assim para três as bolas de diferença no marcador. O conjunto covilhanense teve o mérito de não baixar os braços perante o rumo dos acontecimentos, com Gildo e Beléa a proporcionarem intervenções de Samuel Soares para manter a sua baliza a zero. Apesar do desnível no "placard", o jogo foi tendo interesse e não faltaram algumas iniciativas de maior emoção, como um cabeceamento de Paulo Bernardo para boa defesa de Bruno Bolas e um remate de Beléa que foi devolvido pela barra da baliza lisboeta. Aos 80 minutos, Aponzá só não celebrou um tento serrano porque um defensor local estava atento sobre a linha de baliza, e aos 87 minutos, Henrique Araújo atira por alto em plena área visitante, no entanto, a partida teria mesmo mais um golo aos 90+3 minutos, em que o mesmo Henrique Araújo fixou o resultado em 4-0. Este desfecho ajuda a empurrar o nosso clube para os lugares que ninguém deseja na classificação, seguindo-se uma paragem na Segunda Liga para compromissos da Selecção Nacional e para a 2ª eliminatória da Taça de Portugal, em que o Sporting da Covilhã visitará o Caldas SC.

Texto: Eugénio Lopes.

Ficha de jogo: https://www.ligaportugal.pt/pt/liga/jogo/20222023/ligaportugalsabseg/7/2

Actualizado em Domingo, 18 Setembro 2022 14:38
 
Harramiz
Terça, 13 Setembro 2022 00:00

Harramiz começou a jogar futebol federado no Seixal FC, rumando depois ao Real SC para cumprir o escalão júnior, mas a estreia no patamar sénior foi com a camisola do CAD O Elvas, que militava no Campeonato Distrital da Associação de Futebol de Portalegre. A carreira de Harramiz continuou por emblemas alentejanos, seguindo-se o Mineiro Aljustrelense e o União de Montemor, onde as exibições realizadas e os golos obtidos valeram-lhe a transferência para o SL Benfica, no qual jogou pela equipa B. Ainda com vínculo contratual aos encarnados de Lisboa, Harramiz actuou por empréstimo no SC Farense durante duas épocas, mas após a quebra da ligação ao conjunto benfiquista o seu destino foi o Sporting da Covilhã na temporada 2016/2017. Internacional AA por São Tomé e Princípe, Harramiz assinou uma boa época com as cores serranas, tendo participado em 47 jogos oficiais, nos quais apontou onze golos, ajudando o nosso clube a finalizar a 2ª Liga no 8º lugar, a alcançar os Quartos de Final da Taça de Portugal e a chegar à Fase de Grupos da Taça da Liga. O avançado Harramiz prosseguiu posteriormente a sua carreira por Académica de Coimbra, CD Tondela, CD Mafra, Leixões SC, GD Estoril Praia, Neftçi PFK Baku (Azerbaijão) e SC Farense (onde disputa a actual edição do escalão secundário). Que memórias ficaram de Harramiz com o símbolo covilhanense?

Actualizado em Terça, 13 Setembro 2022 08:39
 
SC Covilhã 1 CD Nacional 2
Domingo, 11 Setembro 2022 00:00

Cornélio progride com a bola para o meio campo madeirense

Mais um jogo no Estádio Santos Pinto, mais uma derrota do Sporting Clube da Covilhã, que continua sem conquistar qualquer ponto no seu reduto, pois, neste encontro foi o Clube Desportivo Nacional que somou os três pontos em disputa, fruto do resultado final de 1-2.

No entanto, a partida até começou de melhor maneira para as cores serranas, visto que alcançaram o golo inaugural ainda não estavam jogados dois minutos, com Gildo a trabalhar bem a redonda para assinar um remate rasteiro para as redes visitantes, após um passe de Mársico. Perante este cenário, o Nacional assumiu o controlo do jogo em busca do empate, com Dudu a rubricar a primeira ameaça séria aos 19 minutos, ao cabecear por cima na sequência de um canto. Novo sinal de perigo forasteiro surgiu aos 37 minutos, agora com Zé Manuel a atirar ao lado em boa posição na área local. Em cima dos 45 minutos, Tiago Moreira foi obrigado a deixar as quatro linhas devido a lesão, entrando Diogo Cornélio para o seu lugar. No tempo de compensação da primeira parte merece saliência a falta de pontaria de Ruben Macedo e de Zé Tiago, que não conseguiram acertar na baliza adversária, deixando assim o vantagem mínima dos serranos no marcador para o período de descanso.

Na etapa complementar, o Nacional surgiu claramente apostado em inverter o "placard" e não demorou a causar problemas junto das redes covilhanenses: aos 52 minutos, Zé Manuel atirou para uma intervenção atenta de Bruno Bolas; e no minuto seguinte, o guardião serrano foi obrigado a grandes reflexos para evitar que o desvio da bola em Seydine N´Diaye fosse a alegria madeirense. Aos 55 minutos aconteceu mesmo o tento do empate, numa acção em que Bruno Bolas largou a redonda num movimento infeliz, o que foi aproveitado por Clayton para atirar com êxito para as redes locais. O conjunto da ilha da Madeira partiu agora em busca da vitória, que esteve perto de ser uma realidade aos 67 minutos, quando Dudu ficou sozinho diante de Bruno Bolas, contudo, o atacante brasileiro atirou ao lado. Os comandados de Leonel Pontes apenas tiveram dois momentos dignos de registo em toda a etapa complementar, em concreto, um remate de Gilberto por cima e um cabeceamento de Aponzá ao lado. O resultado final foi estabelecido aos 88 minutos por intermédio de Witi, que deu o melhor seguimento a um contra ataque do Nacional e a um passe de Luís Esteves. Os forasteiros ainda ameaçaram dilatar a diferença numa iniciativa de José Gomes, porém, o 1-2 foi mesmo o desfecho deste jogo após o derradeiro apito do árbitro Hélder Carvalho. Na próxima jornada, o Sporting da Covilhã visita a equipa B do SL Benfica, onde vai procurar regressar às vitórias, algo que não aconteceu nas últimas cinco jornadas.

Texto: Eugénio Lopes.

Fotografia: Filipe Pinto - Foto Académica.

Ficha de jogo: https://www.ligaportugal.pt/pt/liga/jogo/20222023/ligaportugalsabseg/6/4

Actualizado em Domingo, 11 Setembro 2022 20:40
 
Pintassilgo
Terça, 06 Setembro 2022 00:00

Carlos Pedro Carvalho de Sousa é conhecido nos meios futebolísticos por Pintassilgo, um médio/extremo que percorreu todos os escalões jovens do FC Felgueiras, no qual começou a jogar frequentemente na equipa sénior, a disputar a 2ª Liga, ainda com idade de júnior. As exibições de Pintassilgo possibilitaram-lhe a contratação pelo Vitória SC de Guimarães, pelo qual actuou na 1ª Liga, mas foi depois emprestado pelo emblema vimaranense ao Moreirense e ao Portimonense. Seguiu-se uma experiência de Pintassilgo com a camisola do CS Pandurii Târgu Jiu na Liga da Roménia, regressando posteriormente a Portugal para representar de novo o Moreirense e o FC Arouca (em ambos os clubes jogou na 1ª Liga), antes de ingressar no Sporting da Covilhã na época 2016/2017. Com as cores serranas, Pintassilgo participou em 19 jogos oficiais (entre 2ª Liga, Taça de Portugal e Taça da Liga), nos quais apontou um golo, em concreto, no empate a uma bola com o SC Freamunde, em partida da 21ª jornada do campeonato secundário. Pintassilgo rumou na temporada seguinte ao Varzim SC e viria a terminar a sua carreira onde a tinha iniciado, no FC Felgueiras. Que memórias ficaram das actuações de Pintassilgo no onze covilhanense?

Actualizado em Terça, 06 Setembro 2022 09:49
 
SC Farense 2 SC Covilhã 2
Domingo, 04 Setembro 2022 00:00

É verdade que o Sporting Clube da Covilhã conquistou um ponto na deslocação ao difícil terreno do Sporting Clube Farense, no entanto, também é verdade que somou o quarto jogo consecutivo sem vencer na Segunda Liga, isto, numa partida em que actuou em superioridade numérica desde dos minutos finais da primeira parte.

Os algarvios entraram mais fortes no jogo e criaram alguns problemas ao sector mais recuado dos visitantes, mas os serranos foram aguentando o nulo e nunca se esqueceram de atacar, sendo mesmo o nosso clube a inaugurar o marcador aos 21 minutos, em que um cruzamento de Tiago Moreira na direita foi desviado por Bandarra para a sua própria baliza. O Farense não demorou a reagir ao tento sofrido e Robson obrigou o guardião Bruno Bolas a uma boa intervenção aos 26 minutos, com o golo da igualdade a acontecer volvidos alguns instantes por intermédio de Pedro Henrique, que apareceu isolado diante de Bruno Bolas. O encontro revelava-se interessante de acompanhar e com lances emocionantes, visto que Mársico teve ocasião para devolver a vantagem aos covilhanenses e Talocha acertou na barra da baliza forasteira. Aos 41 minutos, Marco Matias reclamou um castigo máximo a favor dos locais, mas o árbitro Ricardo Baixinho nada assinalou e o jogador do Farense protestou de tal forma que acabou expulso, deixando a sua equipa reduzida a dez unidades para o resto do primeiro tempo e para a etapa complementar.

Após o intervalo, os comandados de Leonel Pontes apresentaram-se com maiores intenções atacantes, conseguindo mais remates e mais presença na área contrária, porém, sem sucesso na marcha do marcador. Até que aos 78 minutos, na cobrança de um livre directo, Gilberto assinou o segundo golo dos serranos, com a bola a sofrer um desvio na barreira algarvia. Em vantagem no "placard" do Estádio São Luís e no número de jogadores, pensou-se que o conjunto covilhanense estaria perto do triunfo, mas essa ideia não foi muito duradoura, pois, aos 85 minutos, Lucão rubricou o tento do empate numa recarga a defesa de Bruno Bolas. O Sporting da Covilhã ainda procurou a vitória, mas sem êxito, ficando o 2-2 como resultado final, seguindo-se na próxima jornada a recepção ao CD Nacional.

Texto: Eugénio Lopes.

Ficha de jogo: https://www.ligaportugal.pt/pt/liga/jogo/20222023/ligaportugalsabseg/5/8

Actualizado em Domingo, 04 Setembro 2022 19:38
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 5 de 234
Livro História SCC
.
fa

Livro História do Sporting Clube da Covilhã 1923-1990 disponível para aquisição na Foto Académica, localizada nas Escadas do Quebra Costas n.º 2 - Covilhã

ATLETAS
JOGADORES DE A a Z:
TREINADORES
OUTRAS FIGURAS
ENTREVISTAS
EVENTOS
CONTACTOS
OUTROS
REDES SOCIAIS

face

SPONSOR

Gigarte - Design e Comunicação

ESTATÍSTICA
Visualizações de conteúdos : 2847593