História do Sporting Clube da Covilhã
SC Covilhã 1 CD Cova da Piedade 0
Domingo, 27 Outubro 2019 00:00

Covilhanenses e piedenses em despique nas alturas

Um golo apontado por Kukula aos 88 minutos permitiu ao Sporting Clube da Covilhã vencer o Clube Desportivo da Cova da Piedade por 1-0, ascendendo assim ao 1º lugar da classificação da Segunda Liga.

A formação serrana apresentou-se em campo com Carlos Henriques na baliza, acompanhado na defensiva por Tiago Moreira, Brendon, Zarabi e Daniel Martins, estando o meio campo entregue a Gilberto, Adriano Castanheira, Mica e Jean Batista, ficando a frente de ataque sob a responsabilidade de Silva e Bonani. A fase inicial da partida ficou marcada pelo azar que afectou os dois conjuntos, visto que aos 6 minutos, os visitantes foram obrigados a substituir o lesionado Gustavo, enquanto aos 20 minutos, a lesão de Mica implicou a sua substituição por parte dos serranos. Relativamente ao futebol praticado, os locais revelaram-se mais perigosos, com o guardião Tony a ser protagonista em dois lances para evitar os festejos covilhanenses: primeiro, numa iniciativa de Bonani; depois, num remate forte de Silva. O mesmo Silva voltou a tentar ter sucesso aos 29 minutos, mas desta vez atirou ao lado após um cruzamento de Tiago Moreira. No derradeiro quarto de hora da primeira parte, os piedenses equilibraram o jogo e até conseguiram uma sequência de pontapés de canto, com a sua jogada mais perigosa a surgir aos 43 minutos, quando Vitinho acertou na malha lateral exterior da baliza de Carlos Henriques. Ao intervalo: 0-0.
Remate perigoso de Bonani na primeira parte
Na etapa complementar, os comandados de Ricardo Soares voltaram a dominar o encontro, mas sentiram maiores dificuldades perante a defensiva adversária, sendo necessário esperar pelo minuto 68 para se ver uma acção emocionante junto das redes forasteiras, em concreto, quando o recém-entrado Kukula tentou bater Tony de ângulo muito reduzido. Antes, já o Cova da Piedade tinha assustado as hostes locais por intermédio do experiente Edinho, que cabeceou ao lado um cruzamento de Diarra. Aos 79 minutos, novamente Edinho a incomodar os anfitriões, desta vez a atirar para uma defesa de Carlos Henriques para canto. Com o nulo a pairar como resultado final, eis que aos 88 minutos, Adriano cruza da direita para Kukula cabecear para o fundo das redes piedenses, fixando assim o marcador em 1-0 e provocando uma onda de entusiasmo no Estádio Santos Pinto. O último apito do árbitro André Castro selou o triunfo da formação serrana, que volta a competir no próximo sábado, com a recepção ao FC Penafiel.

Texto: Eugénio Lopes.

Fotografias: Filipe Pinto - Foto Académica.

Ficha de jogo: https://ligaportugal.pt/pt/liga/jogo/20192020/ligapro/7/3

Actualizado em Segunda, 28 Outubro 2019 10:03
 
Idris
Terça, 22 Outubro 2019 00:00

A entrada de Idris no futebol nacional aconteceu através do Recreio de Águeda, naquela altura a militar na 3ª Divisão Nacional, seguindo depois para o Sertanense, onde o Sporting da Covilhã foi contratar o senegalês para a época 2011/2012. Idris assumiu protagonismo no meio campo serrano, tendo participado em 19 jogos oficiais, nos quais apontou um golo, que valeu três pontos no terreno do FC Penafiel, embora a nível colectivo a manutenção na 2ª Liga só tivesse sido alcançada com a desistência da União de Leiria. Na temporada seguinte, Idris envergou a camisola do FC Arouca, jogando posteriormente no Moreirense e no Boavista, salientando-se a sua permanência no clube axadrezado nas últimas seis épocas, sempre a disputar a 1ª Liga, conquistando um lugar especial no coração dos adeptos boavisteiros. Que recordações ficaram de Idris no onze covilhanense?

Actualizado em Terça, 22 Outubro 2019 08:44
 
Rúben Trigo
Terça, 15 Outubro 2019 00:00

Rúben Trigo iniciou a actividade futebolística no FC Avintes, onde assumiu papel de destaque ao ponto de rumar aos iniciados do FC Porto, cumprindo no emblema azul e branco os restantes escalões de formação, tendo ainda actuado uma época na equipa B. Rúben envergou depois a camisola de Vilanovense FC, CD Alcains, Benfica e Castelo Branco, Sertanense, Lusitânia dos Açores, SC Praiense e SC Penalva do Castelo, antes de assinar pelo Sporting da Covilhã para a temporada 2008/2009. Rúben jogava preferencialmente a defesa direito e começou a época a titular das cores serranas na 2ª Liga, mas depois foi perdendo o seu espaço no onze e regressou ao conjunto penalvense a meio da temporada. A carreira de Rúben prosseguiu por diversos emblemas, concretamente, Académico de Viseu, nova passagem pelo Praiense, Marítimos São Mateus, SC Vilanovense, Boavista da Ribeirinha e Juventude Lajense. Que memórias ficaram de Rúben com a camisola serrana?

Actualizado em Terça, 15 Outubro 2019 08:41
 
Abdoulaye Ba
Terça, 08 Outubro 2019 00:00

O senegalês Abdoulaye Ba chegou ao futebol português para representar os juniores do FC Porto, onde apresentou logo todas as suas qualidades no centro da defesa, sendo emprestado ao Sporting da Covilhã na sua primeira época (2010/2011) como sénior. Com as cores covilhanenses, Abdoulaye esteve em destaque não só na missão defensiva, mas também em lances de ataque e na cobrança de grandes penalidades, visto que apontou nove golos nos 28 jogos oficiais em que envergou a nossa camisola, ajudando a que a manutenção na 2ª Liga fosse uma realidade. Abdoulaye rumou na temporada seguinte à Académica de Coimbra, onde conquistou a Taça de Portugal, antes de regressar ao FC Porto, no qual se sagrou Campeão Nacional, jogando depois no Vitória de Guimarães. Abdoulaye tem prosseguido a carreira por diversos países, em concreto, na Turquia (Fenerbahçe e Alanyaspor), Alemanha (Munique 1860) e Espanha (Rayo Vallecano), sendo um jogador com experiência nas competições europeias e internacional AA pelo Senegal, destacando-se a presença com a selecção da sua nação nos Jogos Olímpicos Londres 2012. Que recordações existem de Abdoulaye no emblema covilhanense?


Actualizado em Terça, 08 Outubro 2019 08:51
 
SC Covilhã 1 Vitória FC Setúbal 1
Sábado, 05 Outubro 2019 00:00

Rodrigo António pressiona o meio campo vitoriano

O Sporting Clube da Covilhã empatou a uma bola com o Vitória Futebol Clube de Setúbal, em jogo a contar para a 1ª jornada do Grupo B da Taça da Liga, com o ponto serrano a ser garantido aos 90+2 minutos através de um cabeceamento de Silva, provocando visíveis festejos no muito público presente no Estádio José Santos Pinto.

O onze serrano apresentou-se em campo com Carlos Henriques na baliza, acompanhado na defensiva por Tiago Moreira, Brendon, Zarabi e Daniel Martins, estando o meio campo entregue a Rodrigo António, Adriano Castanheira, Mica e Jean Batista, ficando a frente de ataque sob a responsabilidade de Kukula e Bonani. A primeira parte não foi muito emocionante, embora apresentando uma formação local a actuar mais tempo no meio campo contrário e conseguindo um lance perigoso aos 18 minutos, quando um cabeceamento cruzado de Kukula passou perto da baliza vitoriana. Aos 32 minutos ainda se gritou golo no estádio serrano, só que o remate certeiro de Adriano já estava anulado pela arbitragem chefiada por Gustavo Correia devido a fora de jogo do extremo covilhanense. Quem festejou a sério foram os cerca de 200 adeptos setubalenses aos 35 minutos, visto que o cruzamento de Hildeberto foi desviado para a própria baliza por Tiago Moreira, que procurava evitar o toque triunfal de Hachadi. Os comandados de Ricardo Soares tentaram reagir à desvantagem no marcador, mas somente um remate de Jean Batista aos 45 minutos causou alguma esperança no empate, contudo, esbarrou na defensiva visitante. Ao intervalo: 0-1.

Kukula remata à baliza sadina

O segundo tempo foi um pouco mais movimentado, com o Vitória a ameaçar aumentar a contagem aos 54 minutos, no entanto, o argentino Mansilla atirou ao lado diante do guardião Carlos Henriques. Os serranos revelavam maiores dificuldades em assumir o jogo e os forasteiros estavam mais rematadores, contudo o guarda-redes local apresentou segurança a travar as bolas setubalenses. Já o Covilhã, foi aproveitando os livres laterais apontados por Daniel Martins para incomodar a defensiva adversária, merecendo destaque o cabeceamento de Kukula aos 78 minutos, em que a redonda ficou perto de entrar nas redes de Makaridze. No minuto seguinte foi o Vitória que perturbou a defesa serrana, com Carlos Henriques a anular o contra ataque em que Ghilas queria ser protagonista. Até que num derradeiro esforço covilhanense, o empate apareceu como prémio para quem tanto trabalhou, pois aos 90+2 minutos, Daniel Martins cruzou da esquerda para Silva cabecear com êxito para o 1-1. Com este resultado, as quatro equipas do Grupo B somam um ponto, com o Sporting da Covilhã a receber na próxima jornada da competição o SL Benfica.

Texto: Eugénio Lopes.

Fotografias: Filipe Pinto - Foto Académica.

Ficha de Jogo: https://ligaportugal.pt/pt/liga/jogo/20192020/allianzcup/3/4

Actualizado em Segunda, 07 Outubro 2019 09:12
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 6 de 184
Livro História SCC
.
fa

Livro História do Sporting Clube da Covilhã 1923-1990 disponível para aquisição na Foto Académica, localizada nas Escadas do Quebra Costas n.º 2 - Covilhã

ATLETAS
JOGADORES DE A a Z:
TREINADORES
OUTRAS FIGURAS
ENTREVISTAS
EVENTOS
CONTACTOS
OUTROS
REDES SOCIAIS

face

SPONSOR

Gigarte - Design e Comunicação

ESTATÍSTICA
Visualizações de conteúdos : 1939414