História do Sporting Clube da Covilhã
SC Covilhã 1 Gil Vicente FC 1 (Jogo Particular)
Sábado, 21 Julho 2012 00:00

O Sporting Clube da Covilhã realizou mais um jogo de preparação para a época 2012/2013, tendo recebido o Gil Vicente Futebol Clube no Estádio Municipal Santos Pinto, numa partida que terminou com um empate a uma bola, com ambos os golos apontados na primeira parte.

Os serranos apresentaram-se em campo num esquema de 1x3x4x1x2, com Jorge Baptista na baliza, estando à sua frente Ricardo Rocha, Edgar e Samuel Araújo, ficando a zona intermediária entregue a Dani Matos, Gilberto, Milton e Paulico, com Tarcísio mais perto dos avançados João Rodrigues e Fabrício. O Covilhã começou cedo a pressionar o adversário, querendo rapidamente ter a bola em sua posse, porém, foram os minhotos que inauguraram o marcador aos 6 minutos, com Luís Carlos a concluir na área uma boa iniciativa de Brito pela esquerda. No entanto, os locais não perderam a dinâmica e, depois de algumas ameaças, conseguiram empatar o encontro aos 27 minutos, com Tarcísio a converter uma grande penalidade resultante de uma acção manual de Paulo Arantes perante Dani Matos. Até ao período de descanso, ainda merece destaque um remate rasteiro de Gilberto, que obrigou Murta a uma intervenção atenta.

Na segunda parte, as habituais substituições não retiraram ritmo ao jogo e revelaram uma formação covilhanense muito perigosa a meio da etapa complementar, criando uma sucessão de três lances que ameaçaram alterar o resultado: aos 65 minutos, um remate de Fabrício possibilitou uma defesa espectacular a Lúcio; aos 68 minutos, um livre directo de Samuel Araújo obrigou Lúcio a novo momento de protagonismo; e aos 73 minutos, Moreira ficou muito perto do êxito após um cruzamento de Dani Matos. A recta final do jogo foi menos movimentada, com o derradeiro apito do árbitro Ângelo Correia a definir o resultado de 1-1.

Texto: Eugénio Lopes.

Fotografias: Filipe Pinto - Foto Académica.

Actualizado em Segunda, 23 Julho 2012 10:26
 
SC Covilhã 0 Académica 0 (4-2 g.p.)
Domingo, 15 Julho 2012 09:45

Sporting Clube da Covilhã e Associação Académica de Coimbra disputaram mais uma edição da Taça Natura IMB Hotels, com o triunfo a sorrir aos serranos no desempate por pontapés da marca de grande penalidade, depois de uma igualdade sem golos no tempo regulamentar.

O jogo serviu também de apresentação dos locais aos seus adeptos, que estiveram em bom número no histórico Estádio Municipal Santos Pinto, tendo assistido a uma primeira parte movimentada, em que o Covilhã actuou num esquema de 1x3x4x1x2, com Jorge Baptista na baliza, estando à sua frente Edgar, Gaspar e Samuel Araújo, ficando a zona intermediária entregue a Dani Matos, Gilberto, Milton e Paulico, com Tarcísio mais perto dos avançados João Rodrigues e Fabrício. Os covilhanenses jogaram mais tempo no meio campo contrário e rubricaram maior número de remates, conseguindo alguns lances problemáticos para o sector mais recuado dos visitantes. Do outro lado, o actual detentor da Taça de Portugal sentiu dificuldades em perturbar os defensores serranos, que tiveram a situação quase sempre controlada.

Na segunda parte verificaram-se as habituais mexidas deste tipo de encontros, com o ritmo de jogo a cair um pouco e revelando uma Académica mais empreendedora, tendo beneficiado do lance mais perigoso de toda a partida aos 63 minutos, quando Reiner Ferreira acertou no poste na sequência de um livre, sobrando ainda a bola para John Ogu possibilitar uma defesa de qualidade a Jorge Baptista. O Covilhã estava mais apostado numa postura de contra ataque, merecendo saliência uma acção do chinês Li Fang aos 90+2 minutos, embora o remate tenha saído fraco para as mãos de Ricardo. O derradeiro apito do árbitro Carlos Xistra sentenciou o nulo como resultado final, passando a decisão da atribuição do troféu para a marca de grande penalidade, onde o Sporting da Covilhã converteu todos os remates em golo por Ricardo Rocha, Edgar, Paulo Sereno e Filipe Fernandes, enquanto os academistas festejaram por Hélder Cabral e Cleyton, mas viram Marinho atirar por cima da baliza e Cissé possibilitar a intervenção de Igor Araújo, triunfando assim os serranos por 4-2.

Texto: Eugénio Lopes.

Fotografias: Filipe Pinto - Foto Académica.

 

Actualizado em Segunda, 16 Julho 2012 11:09
 
CD Trofense 2 SC Covilhã 2
Domingo, 29 Abril 2012 00:00

O Sporting Clube da Covilhã continua a somar pontos na Liga Orangina, mas permanece em zona de descida de divisão, que poderia ter abandonado caso tivesse conseguido segurar a vantagem de dois golos que chegou a possuir no terreno do Clube Desportivo Trofense.

O jogo teve um início movimentado, com ambas as formações a procurarem o triunfo, mas nesta fase os principais lances de perigo foram protagonizados pelos serranos, visto que aos 8 minutos, um remate de Fofana passou a escassos centímetros das redes locais, e aos 11 minutos, Gabi proporcionou uma grande intervenção ao guarda-redes Pedro Trigueira. E aos 14 minutos, Gabi inaugurou mesmo o marcador, dando o melhor seguimento a um cruzamento de Joel que Pedro Trigueira não conseguiu resolver, provocando assim os primeiros festejos nas quase duas centenas de adeptos covilhanenses presentes na Trofa. Os locais reagiram à desvantagem com duas iniciativas dignas de registo, em que Aderlan Santos e Feliz ameaçaram chegar à igualdade, contudo, os visitantes estavam em bom plano e Dani Matos obrigou Pedro Trigueira a uma defesa difícil aos 28 minutos. E aos 32 minutos, o Covilhã aumentou a contagem por intermédio de Fofana, que surgiu isolado diante do guardião local e colocou duas bolas de diferença no “placard”. No entanto, o Trofense não se deu por vencido e David Bruno ainda reduziu o resultado antes do tempo de descanso, trazendo maior incerteza para a segunda parte. Ao intervalo: 1-2.

Após o regresso dos balneários, os locais não demoraram a alcançar o empate, pois, aos 51 minutos, o recém-entrado Zé Manuel cobrou superiormente um livre directo e fixou o resultado em 2-2. Os comandados de Nascimento ainda procuraram voltar a uma situação vantajosa, mas a atenção de Pedro Trigueira impediu a bola de chegar ao toque triunfal de Fofana aos 62 minutos. Com a chuva também a marcar presença no estádio do Trofense, o encontro caminhou para uma fase de muita luta e poucas jogadas de perigo, com excepção para o minuto 86, quando Nuno Santos defendeu com categoria um cabeceamento de Reguila e garantiu a igualdade como derradeiro desfecho. Na próxima jornada, o Sporting da Covilhã tem mais uma final, agora ao receber o Belenenses, esperando que uma vitória possa manter acesa a luta pela manutenção.

Texto: Eugénio Lopes.

Ficha de Jogo: http://www.lpfp.pt/liga_orangina/pages/jogo.aspx?epoca=20112012&jornada=28&jogo=7221

Actualizado em Domingo, 29 Abril 2012 17:53
 
Moreirense FC 1 SC Covilhã 1
Domingo, 13 Maio 2012 00:00

 

O empate no terreno do Moreirense Futebol Clube não foi suficiente para o Sporting Clube da Covilhã garantir a manutenção na Liga Orangina, apesar de até ter estado em vantagem no marcador durante a primeira parte, mas essa situação foi pouco duradoura, visto que o golo local não demorou a surgir.

Os minhotos, a precisarem de vencer para festejarem a subida de escalão, entraram muito fortes no jogo e criaram perigo logo aos 5 minutos, quando Bruno Moreira atirou por cima em posição favorável. No entanto, cerca do quarto de hora, os serranos colocaram calma na partida e até ameaçaram as redes nortenhas aos 17 minutos, quando um livre apontado por Fofana obrigou Ricardo Ribeiro a não segurar a bola, que sobrou para a recarga torta de Zezinho. O encontro estava tão movimentado, que num lance aos 23 minutos, Bruno Moreira proporcionou uma boa defesa a Nuno Santos, surgindo de imediato um contra ataque visitante, em que Fofana passou pelo guardião Ricardo Ribeiro e inaugurou o marcador, originando fortes festejos nos covilhanenses presentes em Moreira de Cónegos. Contudo, a alegria forasteira durou pouco tempo, pois, praticamente no lance seguinte, o Moreirense alcançou o empate numa acção muito confusa na sequência de um canto. A formação local galvanizou-se ainda mais com o golo obtido e rubricou duas jogadas em que esteve perto de virar o resultado a seu favor: aos 37 minutos, novamente Bruno Moreira a atirar para uma grande intervenção de Nuno Santos; e aos 41 minutos, foi Joel que incomodou o cabeceamento de Wagner, fazendo com que a bola fosse pela linha de fundo. Ao intervalo: 1-1.

Após o período de descanso, o Moreirense regressou mais forte e elaborou jogadas complicadas para o sector mais recuados dos opositores, com destaque para os lances protagonizados por Wagner, Bruno Moreira e Fábio Espinho, porém, a boa actuação de Nuno Santos e a pontaria pouco afinada dos locais fizeram perdurar a igualdade. A meio da etapa complementar, o Covilhã acreditou que podia chegar ao tento salvador, merecendo saliência dois lances: aos 65 minutos, Dani Coelho rematou para defesa oportuna de Ricardo Ribeiro, recargando de cabeça por alto; e aos 67 minutos, atirou um pouco por cima em plena área. Ao caminhar para o final, o jogo foi perdendo emoção, parecendo que ambas as formações estavam satisfeitas com o empate, aguardando somente pelo último apito do árbitro Pedro Proença, que definiu o 1-1 como desfecho final, o que permitiu os festejos locais pela subida de divisão e que garantiu ao Covilhã o penúltimo lugar, que não permite para já a manutenção.

Texto: Eugénio Lopes.

Ficha de Jogo: http://www.lpfp.pt/liga_orangina/pages/jogo.aspx?epoca=20112012&jornada=30&jogo=7253

Actualizado em Domingo, 13 Maio 2012 20:06
 
SC Freamunde 2 SC Covilhã 2
Sábado, 07 Abril 2012 00:00

A estreia de Nascimento como treinador do Sporting Clube da Covilhã esteve muito perto de ser triunfal, porque foi já no período de compensação que o Sport Clube Freamunde alcançou a igualdade a duas bolas, num resultado que não permite à formação covilhanense abandonar a posição mais indesejável da Liga Orangina.

Os serranos entraram na partida com clara vocação ofensiva, tendo inaugurado o marcador logo aos 4 minutos, quando Gabi converteu devidamente uma grande penalidade, resultante de uma falta sobre Dani Matos na área local. O Freamunde procurou reagir à desvantagem, mas o Covilhã revelou uma boa organização defensiva e não permitiu lances de perigo evidente para a sua baliza, excetuando um remate de Bock aos 26 minutos, que mereceu um pouco de mais atenção por parte de Igor Araújo. Contudo, os visitantes não se limitaram a defender e um livre apontado por Gabi, aos 39 minutos, obrigou o guardião Assis a intervir. Ao intervalo: 0-1.

Para o segundo tempo, os locais apostaram tudo no ataque e Bock deu o primeiro sinal de perigo aos 58 minutos, num remate devolvido pela defensiva forasteira. O golo do empate acabou por surgir aos 64 minutos, quando um cruzamento de Luciano possibilitou o cabeceamento de Horácio para as redes serranas. Pensou-se que o Freamunde iria aumentar a pressão em busca do triunfo, mas aconteceu o inverso, visto que foi o Covilhã que procurou regressar à vantagem, com Dani Matos e Pimenta a estarem muito perto desse objetivo em duas ocasiões. E aos 81 minutos, os serranos passaram de novo para a frente do marcador, com André Sousa a atirar para o fundo da baliza local, levando a alegria às hostes covilhanenses. Porém, o cenário complicou-se bastante para os comandados de Nascimento aos 86 minutos, pois, Filipe Fernandes foi expulso por acumulação de amarelos, abrindo maiores esperanças para as cores nortenhas, com destaque para um remate de João Rodrigues ao poste aos 89 minutos. Perante a ofensiva do Freamunde, o resultado final foi estabelecido aos 90+2 minutos, quando Bruno Magalhães rematou cruzado para o 2-2, numa ação em que os visitantes ficaram a reclamar uma pretensa falta de Bock na área serrana. Os derradeiros instantes foram uma grande confusão, com Bruno Magalhães a ver o vermelho direto e Zezinho a ser expulso com segundo amarelo, todavia, sem mais alterações no “placard”. Com este empate, o Sporting da Covilhã continua no último lugar, esperando que a sua situação classificativa possa melhorar na próxima jornada, caso vença o Penafiel no Complexo Desportivo.

 Texto: Eugénio Lopes.

Ficha de Jogo: http://www.lpfp.pt/liga_orangina/pages/jogo.aspx?epoca=20112012&jornada=26&jogo=7189

Actualizado em Sábado, 07 Abril 2012 17:42
 
<< Início < Anterior 171 172 173 174 175 176 177 178 Seguinte > Final >>

Pág. 172 de 178
Livro História SCC
.
fa

Livro História do Sporting Clube da Covilhã 1923-1990 disponível para aquisição na Foto Académica, localizada nas Escadas do Quebra Costas n.º 2 - Covilhã

ATLETAS
JOGADORES DE A a Z:
TREINADORES
OUTRAS FIGURAS
ENTREVISTAS
EVENTOS
CONTACTOS
OUTROS
REDES SOCIAIS

face

SPONSOR

Gigarte - Design e Comunicação

ESTATÍSTICA
Visualizações de conteúdos : 1836201