História do Sporting Clube da Covilhã
Bouças
Terça, 15 Fevereiro 2022 00:00

Bouças começou a jogar futebol federado na EF Luciano Sousa, seguindo depois para os iniciados do SC Vianense, onde as suas qualidades despertaram a atenção do SC Braga, que o contratou para os juvenis e no qual terminou os escalões jovens. A nível sénior, a estreia de Ricardo Bouças foi com a camisola do SC Valenciano, mas não demorou a regressar ao SC Vianense, de onde rumou o Sporting da Covilhã na época 2015/2016, sendo utilizado essencialmente na equipa B do nosso clube. Actuando preferencialmente a defesa central, o jovem Bouças continuou no plantel serrano para a temporada seguinte, na qual teve oportunidade de participar num encontro oficial no onze principal, em concreto, com o SC Braga na Taça da Liga. A carreira de Bouças prosseguiu posteriormente por diversos emblemas, nomeadamente, GD Águias do Moradal, SC Salgueiros, AD Oliveirense, Merelinense FC e novo regresso ao SC Vianense, pelo qual joga neste momento no Campeonato de Portugal. Que lembranças têm de Bouças com as cores covilhanenses?

Actualizado em Terça, 15 Fevereiro 2022 09:38
 
SC Covilhã 1 SL Benfica B 2
Domingo, 13 Fevereiro 2022 00:00

Jorginho enfrenta a oposição benfiquista

Terceiro desaire seguido do Sporting Clube da Covilhã na Segunda Liga, visto que nesta jornada foi a equipa B do Sport Lisboa e Benfica que veio vencer ao Estádio Santos Pinto por 1-2, numa partida em que somente aos 88 minutos é que os serranos conseguiram reduzir para a diferença mínima no marcador.

Os comandados de Leonel Pontes até nem entraram mal no jogo, delineando mesmo o primeiro lance de verdadeiro perigo no encontro aos 18 minutos, em que o remate rasteiro de Rui Gomes obrigou Léo Kokubo a uma boa intervenção. No entanto, o tento inaugural acabou por pertencer à formação encarnada aos 22 minutos, numa acção em que Jaime Simões e Bruno Bolas facilitaram e Henrique Pereira tocou a redonda para o desvio triunfal de Henrique Araújo. A reacção covilhanense não se fez esperar, porém, o guardião Kokubo esteve em bom plano e defendeu com segurança os remates de Tembeng e Diogo Almeida, garantindo assim a vantagem lisboeta para o tempo de descanso.

Na segunda parte, a partida continuou interessante de acompanhar, com iniciativas que levaram emoção a ambas as balizas, contudo, foi novamente o SL Benfica B a festejar aos 62 minutos, quando num rápido contra ataque, Martim Neto isolou Henrique Pereira para este assinar o segundo golo forasteiro nesta tarde. Com o cenário a complicar-se para o conjunto local, salvou-se o esforço serrano para tentar a respectiva inversão, causando algumas dificuldades aos benfiquistas em duas situações: aos 72 minutos, Helitão cabeceou para uma boa defesa de Kokubo; e aos 78 minutos, uma iniciativa de Rui Gomes obrigou Pedro Álvaro a um desvio que quase levou a bola para a sua própria baliza. E foi mesmo de autogolo que o onze covilhanense conseguiu alcançar um tento aos 88 minutos, com Rafael Brito a ser infeliz na acção que efectuou perante o pontapé de canto de Jean Felipe na esquerda. Volvidos alguns momentos, o último apito do árbitro Bruno José Costa selou o 1-2 como resultado final, o que significa o sétimo jogo consecutivo sem o Sporting da Covilhã vencer, seguindo-se uma deslocação ao terreno do FC Penafiel na próxima ronda.

Texto: Eugénio Lopes.

Fotografia: Filipe Pinto - Foto Académica.

Ficha de jogo: https://www.ligaportugal.pt/pt/liga/jogo/20212022/ligaportugalsabseg/22/3

Actualizado em Domingo, 13 Fevereiro 2022 20:54
 
Fábio Pais
Terça, 08 Fevereiro 2022 00:00

Fábio Pais cumpriu todos os escalões de formação com o emblema do Sporting da Covilhã, jogando depois pela equipa B e integrando o plantel principal, tendo participado num encontro da 2ª Liga ainda com idade de júnior, num jogo em que os serranos venceram o Vitória de Guimarães B por 2-0, integrado numa época em que o nosso clube esteve perto de subir à 1ª Liga. Fábio Pais actua preferencialmente na ala esquerda e prosseguiu a sua carreira por diversos clubes, concretamente, GD Tourizense, Benfica e Castelo Branco, CDC Montalegre, GD Vilar de Perdizes, GD Bragança e Vidago FC. Actualmente, Fábio Pais enverga novamente a camisola do GD Vilar de Perdizes, que participa no Campeonato Distrital da Associação de Futebol de Vila Real com ambição de ascender ao Campeonato de Portugal. Que recordações existem de Fábio Pais com as cores serranas?

Actualizado em Terça, 08 Fevereiro 2022 09:39
 
FC Porto B 3 SC Covilhã 1
Segunda, 07 Fevereiro 2022 00:00

Sexto jogo consecutivo sem o Sporting Clube da Covilhã alcançar um triunfo na Segunda Liga, ficando com as contas da permanência cada vez mais preocupantes, pois, nesta jornada foi derrotado pela equipa B do Futebol Clube do Porto por 3-1, verificando-se uma igualdade a uma bola ao intervalo.

O conjunto covilhanense revelou uma atitude bastante positiva logo nos momentos iniciais da partida, ameaçando inaugurar o marcador aos 4 minutos, em que Gilberto rematou para uma boa defesa do guarda-redes Ricardo Silva. No entanto, e apesar desta postura serrana, foram os portistas a festejar o primeiro golo do jogo aos 29 minutos, quando o árbitro Hélder Carvalho assinalou um castigo máximo por falta de Rui Gomes sobre Gonçalo Borges, o qual foi aproveitado pelo inglês Danny Loader para abrir a contagem. Os comandados de Leonel Pontes não demoraram muito tempo a alcançar o empate, também de pontapé de penálti, visto que Samu sofreu falta de João Mendes aos 37 minutos na área local e Diogo Almeida concretizou no 1-1 que permaneceu para o período de descanso. 

Na etapa complementar, o FC Porto B voltou a adiantar-se no "placard" aos 53 minutos por intermédio do experiente Silvestre Varela, recém entrado no jogo, que deu uma eficaz sequência ao cruzamento da esquerda efectuado por João Mendes. Novamente em desvantagem no marcador, os serranos partiram em busca de um desfecho positivo e um cabeceamento de Helitão obrigou Ricardo Silva a uma intervenção difícil aos 61 minutos, porém, os azuis e brancos também procuravam mais uma comemoração, que esteve perto de acontecer aos 67 minutos, em que Loader cabeceou ao poste da baliza de Bruno Bolas após um pontapé de canto. Aos 75 minutos, mais um lance perigoso protagonizado pelo inevitável Loader, que desta vez atirou para uma defesa atenta do guardião Bruno Bolas, tendo o emblema serrano respondido em cima dos 90 minutos por André Almeida, que ficou muito perto de desviar a bola para as redes locais e alcançar o empate para o nosso clube. Com os covilhanenses apostados no ataque, ainda houve tempo para uma rápida fugida da formação local aos 90+4 minutos, com Loader a ficar isolado diante de Bruno Bolas para fixar o resultado em 3-1. Com este desfecho, o Sporting da Covilhã permanece em posição difícil na classificação, antes de voltar a jogar no domingo, em concreto, para receber no Estádio Santos Pinto o SL Benfica B.

Texto: Eugénio Lopes.

Ficha de jogo: https://www.ligaportugal.pt/pt/liga/jogo/20212022/ligaportugalsabseg/21/8

Actualizado em Segunda, 07 Fevereiro 2022 17:38
 
Rio Ave FC 3 SC Covilhã 1
Quarta, 02 Fevereiro 2022 00:00

Ao somar o quinto jogo consecutivo sem vencer na Segunda Liga, o Sporting Clube da Covilhã vai estando cada vez mais perto de cair nos lugares que ninguém deseja na tabela classificativa, visto que nesta jornada foi derrotado por 3-1 no terreno do Rio Ave Futebol Clube, numa partida em que até esteve num plano muito competitivo.

Este encontro apresentou-se movimentado desde do apito inicial do árbitro Fábio Melo, com a formação local a querer demonstrar porque está na luta pela subida à 1ª Liga, porém, os serranos não se intimidaram e estiveram perto de abrir a contagem aos 14 minutos, quando Helitão obrigou o guardião Jhonatan a brilhar na baliza local. No entanto, foi o emblema de Vila do Conde que se adiantou no marcador aos 20 minutos por intermédio de Yakubu Aziz, que converteu em golo o pontapé de penálti resultante da acção manual de Arnold em plena área forasteira. O conjunto covilhanense procurou responder ao tento sofrido, com o jogo a continuar num nível positivo e com iniciativas interessantes junto de ambas as balizas, mas com maior satisfação para o nosso clube mesmo em cima do período de descanso, pois, aos 45+2 minutos, Diogo Almeida assinou um belo golo a passe de Ryan Teague e colocou as equipas empatadas.

Na segunda parte, o guarda-redes Bruno Bolas foi chamado a ocupar o lugar do lesionado Léo Navacchio, com o onze covilhanense a estar bem na partida, ameaçando mesmo passar para a frente do marcador aos 61 minutos, quando Lucas Barros cruzou para o cabeceamento de Jorge Vilela apenas ser travado por uma grande defesa de Jhonatan. Mais certeiro na hora de atirar à baliza revelou-se o Rio Ave, principalmente por Zé Manuel, que no derradeiro quarto de hora do jogo rubricou dois golos: aos 79 minutos, na sequência de um cruzamento da esquerda, o n.º 25 vilacondense atirou cruzado para as redes serranas; e aos 90+3 minutos, após uma abordagem infeliz de André Almeida, Fábio Ronaldo colocou a bola para mais um remate triunfal de Zé Manuel, que desta forma fixou o resultado em 3-1. O Sporting da Covilhã volta a competir na segunda-feira e de novo como visitante, agora no relvado da equipa B do FC Porto.

Texto: Eugénio Lopes.

Ficha de jogo: https://www.ligaportugal.pt/pt/liga/jogo/20212022/ligaportugalsabseg/16/1

Actualizado em Quarta, 02 Fevereiro 2022 20:47
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 6 de 225
Livro História SCC
.
fa

Livro História do Sporting Clube da Covilhã 1923-1990 disponível para aquisição na Foto Académica, localizada nas Escadas do Quebra Costas n.º 2 - Covilhã

ATLETAS
JOGADORES DE A a Z:
TREINADORES
OUTRAS FIGURAS
ENTREVISTAS
EVENTOS
CONTACTOS
OUTROS
REDES SOCIAIS

face

SPONSOR

Gigarte - Design e Comunicação

ESTATÍSTICA
Visualizações de conteúdos : 2714195