SC Covilhã 1 B SAD 1
Domingo, 13 Novembro 2022 00:00

Serranos tentam recuperar a posse de bola

Num inédito jogo entre Sporting Clube da Covilhã e B SAD, o empate a uma bola foi o resultado final, com o golo local a ser apontado por Jaime Simões quase em cima do derradeiro apito do árbitro Ricardo Baixinho, valendo um ponto que mesmo assim não permite a fuga ao último lugar da Segunda Liga.

Os comandados de Alex Costa tentaram assumir o controlo da partida logo na fase inicial, mas a formação visitante conseguiu evitar esse desejo dos serrranos e até ameaçou inaugurar o marcador aos 11 minutos, quando Kikas efectuou um "chapéu" a Bruno Bolas que fez a bola passar um pouco por cima das redes locais. Um lance protagonizado por Jorginho provocou alguma animação nas hostes covilhanenses, porém, o perigo mais a sério tinha a assinatura do emblema lisboeta, agora através de um remate cruzado de Chico Teixeira, que passou muito perto da baliza adversária. Na sequência de um canto, um cabeceamento de Ângelo Meneses ainda provocou alguma agitação nos adeptos serranos, no entanto, seria mesmo a B SAD a festejar o primeiro tento da partida aos 38 minutos, quando Gilberto permitiu o roubo de bola a Rúben Oliveira, que ficou diante do guardião Bruno Bolas e atirou a contar para as redes opositoras, colocando assim a sua equipa em vantagem para o tempo de descanso, até porque os anfitriões nem tiveram qualquer reacção digna de registo.

Na segunda parte, o SC Covilhã apresentou maior dinâmica ofensiva, com o estreante Fatai a destacar-se no lado direito do ataque, mas as acções perigosas foram repartidas, visto que os visitantes não se limitaram a defender o resultado favorável. Aos 51 minutos, Jorginho caiu na área adversária numa jogada com Danny e reclamou-se pontapé de penálti no Estádio Santos Pinto, mas o árbitro considerou não existir motivo para isso. Volvidos alguns instantes, Fatai esteve em bom plano ao cruzar da direita, contudo, no centro da área, nenhum colega conseguiu encaminhar a redonda para as redes forasteiras. Com a progressão do cronómetro, os serranos aumentaram o ritmo de jogo e não viam mais nada do que a baliza lisboeta, ganhando muitos cantos, fazendo muitos cruzamentos, mas o desejado tento do empate não aparecia. E foi com o SC Covilhã instalado no meio campo contrário que a B SAD esteve quase a aumentar a contagem aos 87 minutos por intermédio de Kikas, que atirou para uma intervenção de Bruno Bolas que desviou a redonda para o travessão da sua baliza. O emblema local teve o mérito de acreditar sempre que a derrota podia ser evitada, o que acabou por ser uma realidade aos 90+3 minutos, em que o defesa central Jaime Simões terminou com a confusão instalada na área visitante ao rematar certeiro para o 1-1 que seria o desfecho deste jogo. O Sporting da Covilhã voltou assim a pontuar, algo que não acontecia há mais de dois meses, mas permanece com contas muito complicadas no escalão secundário, numa altura em que a competição vai centrar-se na Taça da Liga, com o nosso clube a receber o Gil Vicente no próximo domingo.

Texto: Eugénio Lopes.

Ficha de jogo: https://www.ligaportugal.pt/pt/liga/jogo/20222023/ligaportugalsabseg/13/7

Actualizado em Domingo, 13 Novembro 2022 19:21
 

Comentar


Livro História SCC
.
fa

Livro História do Sporting Clube da Covilhã 1923-1990 disponível para aquisição na Foto Académica, localizada nas Escadas do Quebra Costas n.º 2 - Covilhã

ATLETAS
JOGADORES DE A a Z:
TREINADORES
OUTRAS FIGURAS
ENTREVISTAS
EVENTOS
CONTACTOS
OUTROS
REDES SOCIAIS

face

SPONSOR

Gigarte - Design e Comunicação

ESTATÍSTICA
Visualizações de conteúdos : 2847610