História do Sporting Clube da Covilhã
SC Covilhã 1 GD Chaves 2
Segunda, 07 Dezembro 2020 00:00

Tiago Moreira tenta travar Batxi

Como já vem sendo habitual nas últimas épocas, o Sporting Clube da Covilhã foi derrotado no seu reduto pelo Grupo Desportivo de Chaves, numa partida que terminou com o resultado de 1-2 e que significa o segundo desaire consecutivo do emblema serrano na edição 2020/2021 da Segunda Liga.

Numa noite de chuva e de vento, os comandados de Capucho entraram mais perigosos no jogo, pois, aos 6 minutos, Enoh cruzou para Inters Gui rematar torto em local privilegiado para o êxito. Num encontro muito disputado e condicionado pela meteorologia, a formação covilhanense voltou a ameaçar a baliza transmontana aos 24 minutos, quando Joel Vital atirou ao lado após um livre apontado por Jean Felipe. Aos 35 minutos, o Desportivo de Chaves deu o seu primeiro sinal de perigo, com o hondurenho Jonathan Toro a proporcionar uma grande defesa a Léo Navacchio. Na sequência do canto, o árbitro Artur Soares Dias considerou que Abdoulaye Daffé derrubou Juninho e apontou para a marca de grande penalidade, onde Zé Tiago aproveitou para abrir o marcador e levar os flavienses em vantagem para o tempo de descanso, apesar de uma posterior reacção dos locais.

Na segunda parte, o Sporting da Covilhã instalou-se no meio campo contrário, mas com sérias dificuldades em ultrapassar a defensiva visitante, aliás, até seria o Desportivo de Chaves a estar perto de aumentar a contagem aos 61 minutos, com Nuno Coelho a rematar contra a "muralha" que os locais ergueram diante das suas redes. No entanto, passado este susto, os serranos chegaram à igualdade volvidos poucos minutos por Gilberto, também de castigo máximo, visto que o árbitro achou que a intervenção do braço de Bura após um cruzamento de Inusah Adam era merecedora de penalidade. O encontro ganhou incerteza e as duas equipas demonstraram ambição de vencer, não faltando acções problemáticas para ambos os sectores defensivos, como por exemplo um remate de Zé Tiago um pouco por cima da barra e uma iniciativa de Inusah em que o guardião Paulo Vítor teve de estar atento. O lance que definiu o vencedor do jogo aconteceu aos 79 minutos, quando Bura atirou certeiro após um canto na direita e fixou o resultado em 1-2. O onze covilhanense ainda procurou nova igualdade, mas sem sucesso, somando assim a terceira derrota seguida, juntando a Liga e a Taça de Portugal, sabendo-se que o próximo encontro será no terreno do FC Arouca.

Texto: Eugénio Lopes.

Fotografia: Filipe Pinto - Foto Académica.

Ficha de jogo: https://www.ligaportugal.pt/pt/liga/jogo/20202021/ligaportugalsabseg/11/6

Actualizado em Segunda, 07 Dezembro 2020 23:47
 
Joaquim Meirim
Terça, 01 Dezembro 2020 00:00

Depois de treinar a GD CUF do Barreiro na 1ª Divisão Nacional, Joaquim Meirim assumiu o comando técnico do Sporting da Covilhã após a 6ª jornada da Zona Norte do escalão secundário na temporada 1968/1969, com o nosso clube a ocupar o último lugar da classificação sem qualquer ponto conquistado. A missão de Joaquim Meirim revelava-se muito complicada e a sua permanência no emblema serrano acabou por ser reduzida, no entanto, conseguiu somar os primeiros pontos na tabela classificativa, o que deu algumas esperanças às hostes covilhanenses de recuperação no campeonato, algo que não se veio a concretizar, sendo a descida à 3ª Divisão Nacional uma realidade. Em sentido oposto seguiu a carreira de Joaquim Meirim, que voltou a treinar no principal escalão do futebol português e durante várias temporadas, nomeadamente, no Varzim SC, CF Os Belenenses, Boavista FC, Leixões SC e SC Beira-Mar, para além de vários clubes noutras divisões. Que memórias ficaram da passagem de Joaquim Meirim pelo emblema serrano?

Actualizado em Quarta, 02 Dezembro 2020 10:05
 
A. Académica de Coimbra 2 SC Covilhã 1
Domingo, 29 Novembro 2020 00:00

Depois de seis jornadas consecutivas a pontuar na Segunda Liga, o Sporting Clube da Covilhã voltou a sentir o sabor de uma derrota na deslocação ao terreno da Associação Académica de Coimbra, numa partida concluída com 2-1 no marcador, tendo os serranos já duas bolas de desvantagem em tempo de intervalo.

A fase inicial do jogo foi negativa para as cores serranas, visto que aos 14 minutos ficou logo a perder, quando Traquina atirou certeiro após um cruzamento de Bruno Teles na esquerda, que ainda foi afastado pelo guardião Léo Navacchio. Os comandados de Capucho até rubricaram uma boa reacção ao tento sofrido, delineando algumas ameaças para a defensiva local, com destaque para o minuto 30, em que uma boa jogada colectiva foi finalizada com um forte remate de Inters Gui, com a bola a passar a escassos centímetros da baliza defendida por Mika. Contudo, foi neste período de ascendente covilhanense que a Académica aumentou a contagem, pois, aos 41 minutos, o marroquino Bouldini foi eficaz em plena área visitante e complicou a tarefa serrana para a segunda parte.

Com dois golos de diferença no "placard", o Sporting da Covilhã continuou com as intenções ofensivas que demonstrou durante grande parte da etapa inicial, porém, sem acertar nas redes academistas, como se verificou nos remates de Tiago Moreira e Gleison, que levaram uma direcção acima do desejado para as nossas cores. Com a equipa covilhanense a jogar mais no meio campo contrário sobrou espaço para a Briosa contra atacar, construindo lances perigosos no derradeiro quarto de hora, em que Fabinho e João Mário remataram ao lado em boa posição para terem sucesso. Saliente-se que, o onze serrano acreditou sempre que podia evitar um desfecho negativo e em cima dos 90 minutos Deivison ficou muito perto de reduzir a diferença, algo que foi concretizado aos 90+3 minutos por Areias, que assinou o 2-1 após um passe de Léo Cá na sequência de um livre lateral. Volvidos alguns instantes, o árbitro João Gonçalves deu o encontro como terminado, com o Sporting da Covilhã a somar a primeira derrota no campeonato desde que é orientado por Capucho, desejando-se que o regresso aos triunfos possa acontecer já na próxima jornada na recepção ao Desportivo de Chaves no Estádio Santos Pinto.

Texto: Eugénio Lopes.

Ficha de jogo: https://www.ligaportugal.pt/pt/liga/jogo/20202021/ligaportugalsabseg/10/1

Actualizado em Domingo, 29 Novembro 2020 14:41
 
Paulo Grilo
Terça, 24 Novembro 2020 00:00

Paulo Grilo iniciou a actividade futebolística na Naval 1º de Maio, mas nos iniciados ingressou na Académica de Coimbra, onde concluiu os escalões jovens e ascendeu ao patamar sénior, no qual intercalou jogos na equipa principal dos "estudantes" na 1ª Liga, com partidas pelo então clube satélite Tourizense, salientando-se o facto de ter sido internacional sub-20 por Portugal. Ainda com vínculo contratual ao emblema academista, Paulo Grilo representou o Santa Clara e o Sporting da Covilhã, sendo apresentado como reforço do nosso clube para a época 2012/2013, pelo qual revelou grande polivalência no sector defensivo. Com a camisola serrana, Paulo Grilo participou em 41 encontros oficiais, numa temporada em que a manutenção na 2ª Liga apenas foi conquistada via secretaria (20º lugar na classificação final), devido aos problemas financeiros da Naval, sendo alcançada a 3ª eliminatória da Taça de Portugal (derrota com o FC Pampilhosa nas grandes penalidades) e a 2ª fase da Taça da Liga (eliminação pela Académica também nos penáltis). Paulo Grilo voltou depois à 1ª Liga, quer pela Académica, quer pelo FC Penafiel, actuando posteriormente por CD Feirense, SC Freamunde, CD Santa Clara e Lusitânia FC de Lourosa, pelo qual joga actualmente na Série D do Campeonato de Portugal. Que recordações existem de Paulo Grilo com o emblema covilhanense?

Actualizado em Terça, 24 Novembro 2020 10:39
 
SC Salgueiros 2 SC Covilhã 1
Segunda, 23 Novembro 2020 00:00

Passados 17 anos, o Sporting Clube da Covilhã voltou a visitar o Sport Comércio e Salgueiros, num jogo em que não vai ficar com boas recordações, pois, foi derrotado por 2-1 e eliminado da Taça de Portugal 2020/2021, naquele que foi o primeiro desaire serrano desde que Capucho assumiu o comando técnico da equipa.

Começou mal a partida para as cores covilhanenses, visto que logo aos 2 minutos, Greenwood atirou certeiro para o fundo das redes defendidas por Bruno Bolas e colocou a formação nortenha na frente do marcador. A resposta visitante teve reflexos no resultado aos 24 minutos, quando o brasileiro Deivison cabeceou com eficácia após um canto cobrado por Gleison, demonstrando assim que os serranos queriam sair felizes do Complexo Desportivo de Campanhã, na cidade do Porto. No entanto, o histórico Salgueiros, agora a militar na série C do Campeonato de Portugal, regressaria à vantagem no "placard" aos 36 minutos por intermédio de Yannick Semedo, que rematou com sucesso para a baliza covilhanense e assinou o 2-1.

Na segunda parte, o conjunto serrano bem procurou inverter o rumo dos acontecimentos, porém, encontrou pela frente um adversário consistente a nível defensivo, que foi segurando a preciosa vantagem. Aos 62 minutos, o treinador Capucho operou quatro substituições de uma só vez, numa tentativa de dinamizar o seu onze, contudo, apesar de todo o esforço dos covilhanenses, a eliminação da Taça de Portugal não foi evitada com o derradeiro apito do árbitro Carlos Macedo. O Sporting da Covilhã volta a jogar no domingo, com uma deslocação ao terreno da Académica, em partida integrada na 10ª jornada da Segunda Liga.

Texto: Eugénio Lopes.

Actualizado em Segunda, 23 Novembro 2020 15:31
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 5 de 201
Livro História SCC
.
fa

Livro História do Sporting Clube da Covilhã 1923-1990 disponível para aquisição na Foto Académica, localizada nas Escadas do Quebra Costas n.º 2 - Covilhã

ATLETAS
JOGADORES DE A a Z:
TREINADORES
OUTRAS FIGURAS
ENTREVISTAS
EVENTOS
CONTACTOS
OUTROS
REDES SOCIAIS

face

SPONSOR

Gigarte - Design e Comunicação

ESTATÍSTICA
Visualizações de conteúdos : 2271952